Esportes

ATUALIZADA - Bauru bate Paulistano, completa virada e ganha o NBB pela 1ª vez

.

BRUNO MESTRINELLI

ARARAQUARA, SP (FOLHAPRESS) - O Bauru é o campeão do NBB 2016/2017. A equipe conquistou o campeonato pela primeira vez ao vencer neste sábado (17) o Paulistano, pelo quinto jogo da decisão, por 92 a 73, no ginásio Gigantão, em Araraquara (SP).

Esse é o segundo título nacional do time, que já havia ganhado em 2002 o campeonato antes organizado pela CBB (Confederação Brasileira de Basquete). O NBB passou a ser disputado em 2009.

O time do interior paulista teve de se contentar com o vice-campeonato nas duas últimas edições, sendo derrotado pelo Flamengo.

Contra o jovem time do Paulistano, o Bauru completou sua segunda virada nestes playoffs. Tanto na semifinal contra o Pinheiros como na série decisiva, a equipe ficou em desvantagem por 2 a 0 e venceu três partidas consecutivas.

Nesta última partida, depois de um primeiro tempo equilibrado, vencido por 44 a 37, o Bauru dominou o terceiro período e conseguiu vantagem para ter tranquilidade no final. O placar da parcial foi de 23 a 16.

Bauru fica com o título justamente na temporada em que teve o menor investimento neste ciclo vitorioso, que enumerou também dois títulos paulistas, um da Liga Sul-Americana e um da Liga das Américas. A Folha de S.Paulo mostrou que seu principal patrocinador cancelou seu contrato antes de a temporada começar.

Com isso, a folha salarial caiu, e a diretoria fez a aposta em um elenco mesclando jovens da base com atletas mais experientes, como Valtinho e Alex, o ala-armador que fez a diferença neste sábado, com 24 pontos em pouco menos de 38 minutos.

CASA CHEIA

A festa estava armada para Bauru. Ginásio lotado, com quase 100% do público representado pela torcida bauruense, mesmo a cerca de 130 km de casa. O deslocamento teve 11 ônibus e centenas de carros.

O quinto confronto da final do NBB teve mando de quadra de Bauru, mas foi disputado em outra cidade devido à capacidade limitada de seu ginásio Panela de Pressão (2 mil pessoas).

Os dois times entraram nervosos em quadra e cometeram muitos erros. Com baixo aproveitamento, o Paulistano seguia perto no placar devido ao ótimo desempenho nos rebotes ofensivos. O primeiro quarto teve vantagem de 19 a 16 para os bauruenses.

Os eventuais campeões só conseguiram um desafogo no placar justamente na última posse de bola do primeiro tempo, com cesta de três pontos do armador Gegê no estouro do cronômetro.

O Paulistano voltou dos vestiários querendo diminuir a vantagem de Bauru. Tentou centralizar seu jogo no Renato no pivô, que fez oito pontos seguidos. Ele terminou o jogo com 20 pontos e sete rebotes em 36 minutos.

Doutro lado, o Bauru teve um jogo coletivo mais produtivo, com quatro atletas chegando aos dois dígitos na pontuação. O ala Leo Meindl anotou 23 pontos, enquanto o pivô Shilton fez 16 e o armador Valtinho, 11.

Depois de quatro erros de ataque do time visitante, Bauru melhorou sua pontaria e fechou o terceiro quarto com placar favorável por 67 a 53.

Em posição mais confortável, o time do interior segurou os ânimos dos visitantes e ampliou sua vantagem. Antes mesmo de a partida acabar, sua torcida já comemorava o título na arquibancada.