Mais lidas
Esportes

Dona de empresa diz que houve mal-entendido em áudio

.

PAULO ROBERTO CONDE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Alexandra Nunes afirmou à reportagem que o conteúdo da gravação é um "mal-entendido". "Não aconteceu desta forma", disse a sócia-proprietária da No Doping.

Ela confirmou que foi procurada pela equipe de investigação da Wada, e que fez "todos os esclarecimentos necessários" para a agência.

Uma equipe de inteligência do órgão, que é baseado em Montréal, no Canadá, esteve no Brasil em maio para averiguar denúncias, como por exemplo a oferta de serviços confidenciais tal como feito por Alexandra.

"Eu nunca faria uma declaração pejorativa nem nada que é errado [como mostra a gravação]", afirmou a proprietária, para depois complementar: "Eu estou muito tranquila a esse respeito."

Alexandra também afirmou que a abordagem da reportagem foi "tendenciosa" e pediu que a publicação recorresse à Wada por mais informação.

A Wada afirmou que não comenta investigações de seu núcleo de inteligência.

A reportagem entrou em contato com o Ministério do Esporte para saber se a pasta, a ABCD -que é atrelada ao ministério- ou Alexandre Velly Nunes falariam sobre o caso e foi informada pela assessoria de imprensa do órgão que, a pedido da Wada, não poderia comentar.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber