Mais lidas
Esportes

Santos bate Palmeiras e vence primeiro clássico no ano com novidades de Levir

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na estreia do técnico Levir Culpi, o Santos já mostrou diferenças em relação ao que vinha apresentando com Dorival Júnior, foi melhor que o Palmeiras na Vila Belmiro e venceu por 1 a 0.

Com o resultado, o Santos chegou aos 12 pontos e passou a ocupar a quarta colocação do Brasileiro. O Palmeiras ficou com sete pontos e caiu para 15ª posição, um a mais que o Atlético-MG, 17º, equipe mais bem classificada na zona de rebaixamento.

O autor do gol da vitória do Santos foi Kayke, aos 5min do segundo tempo.

O centroavante foi um dos destaques do clássico, protagonizando lances de oportunismo na área. No domingo (11), ele já havia chamado a atenção ao marcar os dois gols do Santos na vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-PR.

Kayke atravessa boa fase após ter sido o principal alvo de protestos de torcedores em frente ao Centro de Treinamento do clube no final de maio. O jogador disse a um torcedor nas redes sociais que havia "muita corneta para pouca torcida", e a declaração não foi bem recebida.

No primeiro tempo da partida, as duas equipes pareciam estar numa disputa de quem errava mais: passes, posicionamento, chutes a gol —nada dava certo. O Santos tinha mais posse de bola na intermediária adversária, mas o Palmeiras levou mais perigo com um chute a longa distância de Róger Guedes que bateu no travessão e uma cabeçada de Willian que foi espalmada por Vanderlei.

O time de Levir Culpi mostrou-se mais vertical que o do predecessor Dorival Júnior, cadenciando menos o jogo, tentando avançar com velocidade pelos lados e rapidez nas finalizações.

Foi assim que o gol foi feito no início do segundo tempo. Jean Mota recebeu na esquerda —Róger Guedes preferiu não acompanhá-lo—, passou para Kayke no meio da área e o atacante fez o gol.

Mais do que Motta e Kayke, o principal jogador do Santos foi Vanderlei, que fez ao menos quatro defesas dificílimas ao longo da partida.

Se Levir Culpi começou seu trabalho com pé direito, Cuca ainda sofre em seu retorno ao Palmeiras. Em busca de mais consistência defensiva, escalou Juninho na lateral esquerda, com Zé Roberto mais à frente. A estratégia não foi frutífera, o time pouco criou e apresentou falhas na defesa. Desde que reassumiu o time, Cuca tem quatro vitórias, um empate e cinco derrotas.

SANTOS

Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima (Vladimir Hernández); Bruno Henrique, Kayke (Leandro Donizete) e Copete (Fábian Noguera). Técnico: Levir Culpi

PALMEIRAS

Fernando Prass; Juninho, Edu Dracena, Antônio Carlos e Mayke; Thiago Santos (Raphael Veiga), Tchê Tchê (Jean), Guerra e Zé Roberto (Keno); Róger Guedes e Willian. Técnico: Cuca

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Juiz: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Cartões Amarelos: Lucas Lima (SAN); Juninho e Tchê Tchê (PAL)

Gols: Kayke (SAN), aos 5min do segundo tempo

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber