Mais lidas
Esportes

Hamilton ganhou metade dos GPs que fez no Canada, mas chega pressionado

.

JULIANNE CERASOLI

LONDRES, REINO UNIDO (UOL/FOLHAPRESS) - Pelo menos em teoria, Lewis Hamilton tem todos os motivos para chegar confiante para o GP do Canadá. Afinal, o Circuito Gilles Villeneuve é um dos quais o inglês obteve seus melhores resultados na carreira até aqui, com cinco vitórias em dez tentativas. Seu domínio em Montreal é tão expressivo que não há ninguém no grid atual que tenha mais do que uma vitória no palco da sétima etapa do campeonato, que será disputada neste final de semana.

Porém, especialmente após ter sofrido com os pneus na última etapa, em Mônaco, o inglês, que tem 25 pontos de desvantagem em relação ao líder do campeonato, Sebastian Vettel, tem dúvidas de que seu currículo vá ajudar. “Eu fiz muitas corridas bem fortes lá, mas com essa situação dos pneus as coisas estão meio no ar”, disse o inglês, lembrando que os compostos escolhidos para o Canadá são os mesmos - ultramacio, supermacio e macio - selecionados para Mônaco. “Meu problema está no ultramacio, porque ele não se aquece de maneira igual dependendo da preparação que você faz. Por isso quero trabalhar com equipe para tentar entender o que temos de fazer. Realmente espero que superemos isso porque, assim que entendermos esse pneu ultramacio, vamos nos colocar em uma posição muito melhor para atacar. E é disso que realmente precisamos.”

Para complicar ainda mais a vida de Hamilton, vale lembrar que a Ferrari fez uma prova forte em Montreal ano passado, mesmo em um ano no qual, em outras pistas, sequer se aproximou das Mercedes: Lewis venceu, mas Vettel chegou a apenas 5s, na segunda colocação.

CONFIRA OS HORÁRIOS DO GP DO CANADÁ

Sexta-feira, 09 de Junho de 2017

Treino Livre 1 11h00 – 12h30

Treino Livre 2 15h00 – 16h30

SÁBADO, 10 DE JUNHO DE 2017

Treino Livre 3 11h00 – 12h00

Classificação – 14h00 – 15h00

Domingo, 11 de Junho de 2017

Corrida – 15h00

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber