Mais lidas
Esportes

São Paulo não pretende renovar com Denis, que deve sair após nove anos

.

JOSÉ EDUARDO MARTINS E PEDRO LOPES

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Jogador que está no elenco profissional há mais tempo no São Paulo, Denis tem contrato só até o fim deste ano. Segundo apurou a reportagem do "UOL Esporte", a diretoria do clube não tem a intenção, neste momento, de renovar o vínculo com o atleta, que está em descrédito com a torcida e no banco de reservas.

Revelado pela Ponte Preta e contratado pelo São Paulo em 2009, Denis passou boa parte das últimas temporadas como o substituto de Rogério Ceni. Em 2016, quando teve a oportunidade de virar o titular após a aposentadoria do ídolo, ele não conseguiu se firmar e virou alvo de críticas.

Por isso, neste ano, o clube trouxe Sidão para disputar posição. O ex-goleiro do Botafogo e do Audax tem vínculo com o São Paulo até o fim de 2018.

Já Denis jogou em nove partidas nesta temporada e não se manteve no time, sendo ainda questionado por sua atuação na derrota por 3 a 0 no clássico com o Palmeiras, no Campeonato Paulista.

Por outro lado, Renan Ribeiro, que era considerado reserva, ganhou uma chance de jogar e se consolidou como titular —ele tem contrato até 28 de maio de 2018.

Outro problema apontado por parte da diretoria tricolor é o custo-benefício do jogador. O salário do goleiro —em torno de R$ 180 mil— é considerado alto para um atleta que não é utilizado constantemente pelo treinador. Também por esse motivo, por exemplo, o departamento de futebol ainda estuda se vai renovar o contrato do zagueiro Lugano, que termina no fim deste mês.

O goleiro e o seu empresário, Luís Carlini, ainda não foram procurados pelo São Paulo para falar sobre o assunto. "A diretoria do São Paulo sempre foi muito ética e profissional conosco. Tenho certeza de que se realmente houvesse essa intenção da parte deles, eu e o Denis seríamos os primeiros a ser informados. Isso não aconteceu, então o jogador segue focado no seu trabalho e em cumprir seu vínculo contratual, que vai até dezembro", afirmou Carlini.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber