Mais lidas
Esportes

Empresário de Neymar, Wagner Ribeiro é condenado a cinco anos de prisão

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O empresário de Neymar, Wagner Ribeiro foi condenado pela Justiça Federal de São Paulo a cinco anos e quatro meses de prisão por crime contra a ordem tributária. A decisão cabe recurso e Ribeiro responderá em liberdade. O empresário, no entanto, está proibido de deixar o país e terá que entregar o passaporte à Justiça.

De acordo com o MPF (Ministério Público Federal), Ribeiro "suprimiu e reduziu imposto de renda ao omitir em suas declarações relativas aos anos de 2002 a 2005 rendimentos tributáveis e não comprovou as origens de depósitos creditados em suas contas bancárias". O processo aponta que o empresário recebeu aproximadamente R$ 4,3 milhões no período citado, mas declarou apenas R$ 580 mil.

Em sua decisão, o juiz Márcio Assad Guardia afirma que a pena foi considerada não apenas pela sonegação, mas pelo fato de Ribeiro instigar "publicamente que outras pessoas, com imensurável capacidade contributiva, comportem-se de forma idêntica". A citação faria referência às declarações do empresário no momento em que a Justiça bloqueou R$ 188 milhões de Neymar. Ribeiro havia sugerido que o pai do atacante deveria encaminhar todo seu dinheiro para paraísos fiscais.

Além de trabalhar com o atacante do Barcelona, Wagner Ribeiro já foi empresário de Robinho. Atualmente, ele trabalha com nomes como Lucas Moura (PSG), Lucas Lima (Santos), Gabigol (Inter de Milão) e Vinícius Jr. (Flamengo).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber