Mais lidas
Esportes

Clamor por Vinicius Júnior aumenta impaciência da torcida com Zé Ricardo

.

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Desde que foi promovido aos profissionais e relacionado para o banco de reservas, Vinicius Júnior vive uma curiosa rotina. Após o intervalo, o atleta dá início ao aquecimento ao lado dos suplentes. É o suficiente para o coro da torcida pedir sua entrada em campo, criando uma situação desconfortável. Longe de seu melhor momento com os torcedores após a eliminação da Libertadores, o técnico Zé Ricardo sofre com a pressão e foi chamado de "burro" em duas oportunidades por demorar a lançar o novo xodó no jogo.

Zé Ricardo já teria uma pressão natural para colocar Vinicius em campo após a venda para o Real Madrid por 45 milhões de euros (aproximadamente R$ 164 milhões). O problema fica ainda pior porque o treinador não abre mão dos seus princípios, que vão contra o desejo da torcida.

Ele, por exemplo, não abre mão de utilizar Matheus Sávio como uma das principais alternativas de substituições. Contra o San Lorenzo-ARG, o jovem armador foi acionado e vacilou nos gols do adversário que resultaram com a eliminação do Flamengo na Libertadores.

No jogo seguinte, contra o Atlético-GO, pelo Brasileiro, Zé Ricardo voltou a escolher Matheus Sávio para entrar em campo no segundo tempo. Foi o suficiente para a torcida, que já clamava pela entrada de Vinícius Júnior, fazer o coro de "burro". O novo xodó entrou em campo com menos de dez minutos para o fim do duelo e fez uma boa jogada.

Contra o Atlético-PR, o Flamengo teve vários desfalques e Matheus Sávio iniciou o duelo como titular. Dessa vez, Vinicius Júnior foi o primeiro a entrar, aos 24min do segundo tempo. Em seguida vieram Lucas Paquetá e Rodinei. O xodó teve mais tempo em campo e se mostrou mais solto.

"A partir do momento que entra no elenco, colocamos ele no treino e no dia a dia. Vamos dando condição para ele se adaptar aos companheiros. É um atleta que não queremos botar muita cobrança em cima, mas, sem dúvida alguma, aos poucos, vai ganhando confiança. Voltando ao 'timing' legal, pode ser que brigue pela vaga de titular", avaliou Zé Ricardo após duelo com Atlético-PR.

Até o momento, Vinicius Júnior acumula 38min em campo pelos profissionais. Foram oito minutos contra o Atlético-MG, nove contra o Atlético-GO e mais 21 contra o Atlético-PR. Com tempo aumentando de maneira progressiva, o novo xodó vai ganhando seu espaço.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber