Mais lidas
Esportes

Conmebol estipula prazos para que Palmeiras apresente recursos

.

DANILO LAVIERI, JOSÉ EDGAR DE MATOS E PEDRO IVO ALMEIDA

SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Palmeiras tem até as 12h da próxima terça-feira (30) para apresentar o recurso que tentará diminuir a punição de Felipe Melo. Conmebol entregou na última quarta-feira (24) os documentos oficializando os seis jogos de gancho para o volante e agora aguarda a resposta alviverde.

Para a punição aplicada ao clube, que precisará ficar três jogos como visitante sem torcida, a data estipulada pelo Comitê de Apelações para a entrega de recurso é só na quinta-feira (1º).

Além disso, o clube ainda aguarda a resposta da Conmebol para o seu pedido de uma audiência extraordinária para se defender. Ela pode acontecer in loco, na sede da entidade no Paraguai, ou ainda virtualmente, por meio de uma videoconferência.

A diretoria alviverde vive a expectativa que a próxima semana será decisiva para as suas pretensões e espera ter uma resposta definitiva sobre a mudança das punições.

Recentemente, o presidente alviverde, Maurício Galiotte, conversou pessoalmente com o mandatário da Conmebol, Alejandro Domínguez. O cartola deixou clara a sua insatisfação com as punições e destacou que viu uma diferença grande no peso usado para análise.

Os uruguaios que agrediram e acuaram os brasileiros sofreram cinco jogos de punição, e o Peñarol precisou atuar por apenas uma partida sem torcida. O detalhe é que o time já estava eliminado da competição.

Além disso, o Palmeiras acredita que a pressão exercida pelos demais brasileiros também pode ser o suficiente para que a Conmebol mude de ideia.

As duras punições aplicadas aos palmeirenses e para a Chapecoense deixaram bem claro que o lobby feito pela CBF na Conmebol não tem sido o suficiente.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber