Mais lidas
Esportes

Após sondagens, Atlético-MG trabalha para manter Cazares

.

VICTOR MARTINS

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - No dia 16 de maio, o Atlético-MG venceu o Godoy Cruz por 4 a 1, pela Copa Libertadores da América. A goleada confirmou o clube mineiro na primeira colocação do grupo 6 do torneio continental e teve como destaque o meia Cazares. O equatoriano foi autor de dois gols, deu o passe para mais um e participou da jogada do outro. Uma grande atuação, acompanhada de perto por um olheiro do Atlético de Madri, que gostou bastante do que viu.

Não é de hoje que Cazares é observado por clubes europeus. O talento do camisa 10 do Atlético não é novidade para empresários e olheiros que fazem esse tipo de trabalho na América do Sul. Por outro lado, o comportamento do jogador fora do campo, que já o prejudicou algumas vezes desde que chegou a Belo Horizonte, também não é segredo para os agentes.

Nada que afaste o interesse de outras equipes. Tanto que o Atlético já recebeu sondagens de agentes que procuraram a diretoria alvinegra em busca de informações. Por enquanto, nenhuma proposta oficial pelo equatoriano chegou ao presidente Daniel Nepomuceno. E vender Cazares não está nos planos do Atlético.

"Já segurei propostas quase irrecusáveis. Mas no futebol, infelizmente, quando chega a determinado valor, você olha para o atleta e vê a necessidade dele. A intenção é manter todo mundo até o fim, é pensar somente em títulos", comentou Nepomuceno ao ser questionado sobre este momento do ano, quando os clubes europeus começam a montar os elencos para a próxima temporada.

Apesar do discurso, Atlético precisa vender. Embora o trabalho feito seja para segurar o elenco até o fim da temporada e dar ao técnico Roger Machado as condições ideais para brigar pelos grandes títulos, o clube tem um orçamento a seguir.

E de acordo com o documento aprovado pelo Conselho Deliberativo do clube em novembro do ano passado, o Atlético estipulou fazer R$ 50 milhões em negociações nesta temporada. Com as vendas e empréstimos realizados até o momento, a arrecadação já está em R$ 30 milhões. Além de Cazares, outros dois jogadores do Atlético foram sondados recentemente, casos do zagueiro Gabriel e do lateral direito Marcos Rocha. Negociar algum outro atleta é uma alternativa para segurar Cazares mais alguns meses na Cidade do Galo.

Só que tudo vai depender do rendimento dentro de campo. Com uma sequência de boas partidas, o equatoriano pode aumentar o desejo europeu pelo seu futebol. Em 2017, o equatoriano é o jogador que mais defendeu o Atlético. São 26 partidas e cinco gols marcados, todos na Copa Libertadores. Com 11 assistências, duas delas na última partida, contra o Paraná, pela Copa do Brasil, o meia é o líder do Atlético no quesito.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber