Mais lidas
Esportes

Palmeiras vence ao estilo de Cuca e avança na Libertadores

.

GUILHERME SETO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Pressão na saída de bola adversária, passes rápidos, contra-ataques, jogadas ensaiadas, calças na cor vinho, vitórias emocionantes: os tempos de Cuca voltaram.

Nesta quarta-feira (24), o Palmeiras mostrou já ter incorporado diversos aspectos da filosofia tática do recém-retornado treinador e venceu o Atlético Tucumán por 3 a 1, no Allianz Parque.

Com o resultado, o time garantiu sua classificação para as oitavas de final da Libertadores, a liderança do seu grupo com 13 pontos, e uma das melhores campanhas até o momento -apenas o River Plate, da Argentina, que ainda tem um jogo a disputar, pode passar dos 13 pontos.

Outros times, como Grêmio e Botafogo, podem chegar à mesma pontuação do Palmeiras. A vantagem está em decidir em casa os jogos a partir das quartas de final.

Em seu quarto jogo após pausa de cinco meses, Cuca viu seus comandados repetirem lance que foi decisivo no caminho para o título do Brasileiro de 2016 e reativarem memória alegre para os torcedores: a jogada ensaiada.

Aos 15min do primeiro tempo, Zé Roberto passou para Guerra, que tocou para Róger Guedes na direita. O atacante cruzou e o zagueiro Mina apareceu para marcar.

No ano anterior, pela 27ª rodada do Brasileiro, o time venceu o Coritiba por 2 a 1 no Allianz Parque. Na ocasião, Dudu rolou a bola para Egídio, que passou para Moisés. O meia, hoje lesionado, lançou Guedes, que enfiou a bola para Mina apenas empurrar para a rede. Não por acaso os lances são semelhantes.

No início do jogo, o Palmeiras já jogava como Cuca pede. Os meias e atacantes marcavam com intensidade a saída de bola. Cobrado pelo treinador, o atacante Borja também ajudou, e os argentinos não conseguiam criar.

Por outro lado, o colombiano repetiu atuação destoante do resto da equipe e começa a se tornar problema para o técnico, cujo esquema tático deposita muita responsabilidade no atleta mais centralizado do setor ofensivo.

No segundo tempo, o time voltou apático e sofreu gol aos 11min, em falha do goleiro Fernando Prass após cruzamento adversário. Rodríguez fez de cabeça.

Após dez minutos abalado e meio perdido, o time da casa voltou a praticar a pressão na defesa adversária.

Em contra-ataque fulminante, outra característica dos times de Cuca, o atacante Willian, que entrou no lugar de Borja, recolocou o Palmeiras em vantagem.

Já nos acréscimos, Zé Roberto, que se tornou o segundo jogador mais velho a disputar uma Libertadores nesta quarta, deu números finais à partida com bonito gol de voleio após cruzamento de Tchê Tchê.

O time volta a campo no sábado (27), quando enfrentará o São Paulo, no Morumbi, pelo Brasileiro. O Palmeiras só voltará a jogar pela Libertadores em julho, quando começam as oitavas de final. Os jogos de ida serão disputados nos dias 4, 5 e 6, e os de volta somente em agosto.

PALMEIRAS

Fernando Prass; Jean, Yerry Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Thiago Santos e Tchê Tchê; Róger Guedes (Fabiano), Alejandro Guerra (Michel Bastos) e Dudu; Miguel Borja (Willian). Técnico: Cuca

ATLÉTICO TUCUMÁN

Lucchetti; Di Plácido, Bianchi, Canuto e Evangelista; Aliendro, Leyes, Álvarez (Cuello) e Barbona; González (Menendez) e Rodríguez. Técnico: Pablo Lavallen

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Juiz: Wilmar Roldán (Colômbia)

Cartões Amarelos: Thiago Santos (Palmeiras); Evangelista, Canuto e Aliendro (Atlético Tucumán)

Cartão Vermelho: González (Atlético Tucumán)

Gols: Yerry Mina (Palmeiras), aos 15min do 1º tempo; Rodríguez (Atlético Tucumán), aos 11min, Willian (Palmeiras), aos 24min e Zé Roberto (Palmeiras), aos 46min do 2º tempo

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber