Mais lidas
Esportes

Bahia vence Sport e conquista terceiro título da Copa do Nordeste

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Bahia contou com um golaço de Edigar Junio e com a expulsão ainda no primeiro tempo de Rogério para vencer o Sport por 1 a 0, nesta quarta-feira (24), na Arena Fonte Nova, e conquistar o título da Copa do Nordeste pela terceira vez em sua história. O jogo de ida, na Ilha do Retiro, havia terminado empatado por 1 a 1.

Bem organizado em duas linhas de marcação, com Régis e Edigar Junio mais soltos à frente, o Bahia anulou tudo que o Sport tentou no primeiro tempo e foi muito mais perigoso ao avançar, especialmente em combinações pelos lados. Régis cabeceou com perigo por cima do travessão e também chutou uma na rede pelo lado de fora no primeiro tempo. Edigar Junio ainda acertou a trave em cabeçada na bola parada.

O lance que decidiu o título, aos 12min do primeiro tempo, foi comparado nas redes sociais a um famoso gol de Romário contra o Real Madrid. Na ocasião, em 1994, jogando pelo Barcelona, o "Baixinho" marcou ao girar sobre o marcador e tirar a bola do goleiro.

Ainda na primeira etapa, Rogério, do Sport, foi expulso aos 32min ao acumular dois cartões amarelos. O jogo teve vários momentos de mais tensão, como um entrevero entre Régis e Rogério e uma discussão mais forte entre Diego Souza e Lucas Fonseca.

No segundo tempo, Mena e Allione também se estranharam. Até jogador no banco de reservas tomou cartão: Leandro Pereira, do Sport, por reclamação. O Sport teve ainda dois expulsos no final da partida: Lenis e Ronaldo.

Mesmo com um a menos, o Sport não teve alternativa a não ser se lançar à frente no segundo tempo. Ney Franco manteve três zagueiros, mas colocou o meia-atacante Marquinhos (e depois Everton Felipe) como ala direito e se abriu mais em busca do empate.

O Bahia teve vários contra-ataques com o rival totalmente aberto para matar a partida, mas pecou na pontaria – Régis, Zé Rafael e Allione perderam oportunidades claras diante de Magrão. Mesmo assim, não fez falta: 1 a 0 e Bahia campeão.

Com o troféu, o Bahia volta a vencer o Nordestão após 15 anos —as outras duas conquistas foram em 2001 e 2002. Já o Sport tem quatro títulos do torneio (1994, 2000, 2014 e 2016).

BAHIA

Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Armero; Zé Rafael (Gustavo), Edson, Renê Júnior (Juninho) e Allione; Régis (Matheus Sales) e Edigar Junio. Técnico: Guto Ferreira

SPORT

Magrão; Henríquez, Matheus Ferraz e Durval; Raul Prata (Marquinhos), Fabrício (Everton Felipe), Ronaldo (Leandro Pereira) e Mena; Diego Souza; André e Rogério. Técnico: Ney Franco

Estádio: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Juiz: Francisco Carlos do Nascimento (AL)

Cartões amarelos: Régis, Edson, Renê Júnior, Allione, Tiago, Matheus Sales e Zé Rafael (Bahia); Rogério, Ronaldo, Leandro Pereira, Marquinhos e Mena (Sport)

Cartões vermelhos: Rogério, Lenis e Ronaldo (Sport)

Gol: Edigar Junio (Bahia), aos 12min do 1º tempo

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber