Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

São Paulo mas cai com erros de eliminações anteriores, mas direção respalda Ceni

.

JOSÉ EDUARDO MARTINS

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Com a eliminação no Campeonato Paulista, o São Paulo teve 17 dias para se preparar para enfrentar o Defensa y Justicia, pela Copa Sul-Americana. No entanto, a equipe de Rogério Ceni repetiu os erros cometidos no início da temporada e permitiu que o adversário reagisse e saísse do Morumbi com o empate por 1 a 1 e a vaga para a próxima fase.

Durante quase todos os 90 minutos, a equipe teve dificuldade para criar. Nenhuma jogada ofensiva ensaiada surtiu um resultado esperado. O treinador até tentou apostar em

"Neilton foi peça para jogar lado a lado com o Cueva, para enfrentar três zagueiros, junto com Pratto. Já que eles desciam com os dois alas, a gente tentar bloquear o lado e tentar deixar um três contra três. O Neilton não jogou aberto pela ponta, jogou como um falso 10, os dois com liberdade de movimentação, com Pratto mais à frente. Infelizmente, não conseguimos ter sucesso", explicou Ceni.

Cueva, que era uma das esperanças do São Paulo, também não conseguiu recuperar o rendimento apresentado no início da temporada. O meia perdeu performance desde que sofreu um estiramento na coxa esquerda na partida do Peru contra o Uruguai, em março, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. De lá para cá, havia jogado contra o Corinthians e Cruzeiro abaixo do esperado. Nesta quinta-feira, foi até substituído por Thomaz no segundo tempo.

Sem a criatividade do peruano no meio de campo, o São Paulo tentou a sorte nas bolas alçadas na área. Em algumas oportunidades, até o centroavante Lucas Pratto buscou a bola fora da área. Gilberto, que entrou também no segundo tempo, foi outro que até se arriscou a criar jogadas, sem sucesso.

O São Paulo também voltou a mostrar fragilidade defensiva. Além das falhas da zaga, como no lance do gol argentino, os volantes, Jucilei e João Schmidt, tiveram dificuldade na marcação. Não fosse o bom desempenho do goleiro Renan Ribeiro, o São Paulo poderia ter saído de campo derrotado.

DIREÇÃO

A diretoria do São Paulo não se calou após a eliminação da equipe em pleno Morumbi na Copa Sul-Americana. Antes mesmo da entrevista coletiva de Rogério Ceni, Vinicius Pinotti, diretor de futebol do clube, classificou o resultado como "decepcionante", mas fez questão de garantir a continuidade do ídolo como treinador do time tricolor.

"Óbvio que o resultado não é o esperado, é decepcionante. Mas, apoio total ao trabalho. Acreditamos em continuidade, não temos a intenção de ficar trocando de treinador. Vamos dar a volta por cima. Ele [Rogério Ceni] não veio para passar quatro meses e sair. Ele é inquestionável, totalmente", disse o cartola são-paulino.

Pinotti ainda fez questão de ressaltar que o elenco são-paulino está fechado com o treinador e que nada vai mudar no clube. "Temos humildade de reconhecer que o resultado não agrada, mas podemos prometer muito trabalho. O dia a dia do Rogério é muito bom, os jogadores estão muito fechados com ele. Nada vai mudar", acrescentou Pinotti.

Eliminado do Campeonato Paulista, Copa do Brasil e, agora, da Sul-Americana, a única competição que sobra é o Campeonato Brasileiro para o São Paulo no restante da temporada. O clube estreia na competição no próximo domingo (14), em um reencontro o Cruzeiro, às 16h (de Brasília), no Mineirão. O time mineiro foi o responsável pela eliminação do São Paulo no mata-mata nacional.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber