Mais lidas
Esportes

Familiares e sobreviventes do voo da Chape voltam ao lugar da tragédia

.

RODRIGO PEDROSO

LA UNIÓN, COLÔMBIA (FOLHAPRESS) - Familiares de vítimas e sobreviventes do acidente do voo da Chapecoense voltaram nesta terça-feira (9) ao local da tragédia que matou 71 pessoas. Cerca de 30 parentes de passageiros do voo da LaMia e os atletas Alan Ruschel, Neto e Jackson Follmann recebem homenagens em La Unión, cidade colombiana próxima de onde o avião caiu no dia 29 de novembro de 2016.

A Chapecoense voltou à Colômbia para enfrentar o Atlético Nacional, às 21h45 (com Fox Sports 2 e SporTV), em Medellín, pelo jogo de volta da Recopa Sul-Americana.

Um dia antes da partida, Ruschel, Neto e Follmann estiveram com moradores de La Unión, que organizaram um mutirão para recuperar pertences das vítimas que haviam sido saqueados. Os objetivos foram entregues para os familiares.

"Quis vir aqui e ir também ao local do acidente para me ajudar a trabalhar melhor o que passei", afirmou Follmann.

Quando subiram ao chamado Cerro Chapecoense, morro onde o avião caiu, Neto e Ruschel se juntaram e pediram privacidade aos jornalistas que acompanhavam a visita.

No topo do morro foi colocada uma bandeira do Brasil com o símbolo da Chapecoense.

Alguns familiares de vítimas receberam convites para ficarem hospedados na casa de moradores do povoado.

"Até aprendi algumas frases em português para receber melhor os brasileiros", afirmou a moradora de La Unión Monica Caro, 39.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber