Esportes

Com gols no final, Guarani derrota o Flamengo de virada

Da Redação ·
O Flamengo não vai bem no Campeonato Brasileiro
fonte: Agências/Imagem ilustrativa
O Flamengo não vai bem no Campeonato Brasileiro

Sob os olhares do técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, e de Silas, o novo técnico do Flamengo, anunciado pela manhã em substituição a Rogério Lourenço, o Guarani conseguiu vencer o Flamengo por 2 a 1, no domingo, numa virada emocionante, conquistada aos 45 e aos 47 minutos do segundo tempo. Após este jogo, realizado no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, e válido pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Guarani alcançou os 23 pontos, dois a mais do que o Flamengo.

continua após publicidade

Mano Menezes queria ver, entre outros, o atacante Mazola, estrela do time campineiro, embora ainda tenha vínculo com o São Paulo. O lateral-direito Léo Moura e o volante Willians, do time carioca, também eram alvos do técnico. E Silas, que mora em Campinas, não precisou de muito esforço para ver seus novos comandados em campo, nesta tarde orientados por Toninho Barroso, das divisões de base da Gávea.

continua após publicidade

O Flamengo começou o jogo tentando explorar as jogadas pelas laterais. E assustou num chute de longe de Diogo, aos 11 minutos, que exigiu que o goleiro Émerson se esticasse todo para mandar a escanteio. Com as iniciativas do visitante, o Guarani pôde atuar do jeito que gosta, na base da velocidade e nos contragolpes.

continua após publicidade

Aos 33 minutos aconteceu o lance mais polêmico do jogo. Mazola foi lançado em velocidade, em posição discutível, e entrou na grande área driblando o goleiro Marcelo Lomba. O atacante sofreu a falta dentro da área, mas o árbitro baiano Arilson Bispo da Anunciação errou ao não marcar a penalidade máxima. E errou pela segunda vez ao não expulsar o goleiro flamenguista, que era o último homem e impediu a evolução do atacante rumo ao gol.

A torcida bugrina, com razão, protestou aos gritos de "vergonha". E ficou inconformada aos 47 minutos, quando o Flamengo abriu o placar. Petkovic cobrou escanteio com efeito e o zagueiro Jean apareceu no alto para testar, de cima para baixo. No intervalo, a torcida voltou a protestar chamando o juiz de ladrão. O técnico Vagner Mancini foi até o trio de arbitragem para protestar. "Nós fomos duplamente prejudicados, com a não marcação do pênalti e com a não expulsão do goleiro. Sofremos o gol e agora a história do jogo é totalmente diferente do que poderia ser", contestou.

continua após publicidade

No segundo tempo, o Guarani voltou mais agressivo com a entrada do estreante atacante Reinaldo no lugar do garoto Mário Lúcio. E depois com o meia Geovane na vaga do volante Baiano. O Flamengo, porém, continuava melhor, sempre chegando com perigo no ataque. Aos 28 minutos, Mancini arriscou o tudo ou nada com a entrada de Ricardo Xavier, um atacante descansado no lugar de Rômulo, sem ritmo.

continua após publicidade

Aos 30 minutos aconteceu o lance da compensação. O árbitro "enxergou" uma falta de Galhardo sobre Ricardo Xavier, dentro da área. Pênalti inexistente e muito contestado. Na cobrança, porém, aos 33 minutos, Xavier bateu mal, no meio do gol e permitiu que Marcelo Lomba fizesse a defesa com os pés.

continua após publicidade

Mas o jogo que parecia perdido, acabou numa espetacular virada. Um castigo para o exagerado toque de bola do Flamengo e um prêmio para o valente Guarani. Aos 45 minutos, após cruzamento de Rodrigo Heffener, o zagueiro Ailson apareceu no alto e testou para empatar. Um minuto depois, Reinaldo arriscou o chute de fora da área, a bola desviou em Jean e entrou. Estava decretada uma inesperada virada, muito comemorada pela torcida do Guarani.

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, pela 18.ª rodada, a penúltima do primeiro turno. O Guarani vai enfrentar o Grêmio, às 19h30, no estádio Olímpico, em Porto Alegre. Já o Flamengo enfrenta o Cruzeiro, às 21h50, em Uberlândia.

continua após publicidade

Ficha técnica

continua após publicidade

Guarani 2 x 1 Flamengo

continua após publicidade

Guarani - Émerson; Rodrigo Heffner, Rodrigão, Ailson e Márcio Careca; Maycon, Paulo Roberto, Baiano (Geovane) e Mário Lúcio (Reinaldo); Mazola e Rômulo (Ricardo Xavier). Técnico: Vágner Mancini.

Flamengo - Marcelo Lomba; Léo Moura (Galhardo), Jean, Ronaldo Angelim e Juan; Willians, Corrêa, Renato e Petkovic; Diogo (Toró) e Val Baiano (Diego Maurício). Técnico: Toninho Barroso (interino).

continua após publicidade

Gols - Jean, aos 47 minutos do primeiro tempo; Ailson, aos 45, e Reinaldo, aos 47 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Mazola (Guarani); Marcelo Lomba, Toró, Léo Moura e Galhardo (Flamengo).

Árbitro - Arilson Bispo da Anunciação (BA).

Renda - R$ 216.550,00.

Público - 10.317 pagantes.

Local - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).