Esportes

Revista é condenada a pagar indenização a família de Schumacher

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A revista alemã Bunte foi condenada a pagar uma indenização de 50 mil euros (equivalente a R$ 168 mil) à família de Michael Schumacher por alegações falsas do estado de saúde do ex-piloto. A decisão foi do tribunal distrital de Hamburgo.

A publicação foi acusada de violar a privacidade de Schumacher ao divulgar, em dezembro de 2015, que o alemão conseguia dar alguns passos e chamar tal fato de 'milagre de natal'. Logo depois da publicação, a assessoria do ex-piloto, representada por Sabine Kehm, desmentiu a informação. “Ele não pode andar hoje. E é improvável que isso tenha acontecido na época”, disse um porta-voz do tribunal de Hamburgo.

A família evita falar sobre o assunto, e lançou uma conta no Instagram em que posta semanalmente mensagens de fãs com o slogan 'Keep Fighting'. A última postagem foi há quatro dias.

Em dezembro de 2013, Schumacher estava passando férias com amigos e família nos Alpes franceses, quando sofreu um grave acidente enquanto esquiava. Ele foi submetido a operações e chegou a ficar em coma.

Depois disso, a família do heptacampeão decidiu não falar muito sobre o assunto. A reabilitação é realizada na sua própria casa, em Genebra, na Suíça.

HOMENAGEM

Michael Schumacher será homenageado durante o evento 'Champions for Charity', que será realizado no dia 3 de julho e reunirá pilotos, atletas de outras modalidades e celebridades em uma partida de futebol no dia 3 de julho, em Mainz.

O dinheiro arrecadado do jogo, organizado pela fundação do jogador de basquete alemão Dirk Nowitzki, será em parte revertido para a iniciativa 'Keep Fighting' da família de Schumacher.