Esportes

Confira a linha do tempo do caso Neymar

.

ESTREIA (mar.2009):

- Neymar, então com 17 anos, estreia pelo time profissional do Santos. No mesmo mês, a DIS adquiri 40% dos direitos do jogador por € 1,87 milhão, em valores da época.

PRIMEIRO CONTRATO (15.nov.2011):

- A empresa NN Sports, pertencente a Neymar e sua família, recebe € 10 milhões do Barcelona pela contratação futura. Pelo acordo, a empresa receberia mais € 30 mi quando a transferência fosse concretizada.

VENDA (mai.2013):

- Santos anuncia a venda de Neymar. Clube recebe € 17,1 mi pela negociação e repassa 40% (€ 6,9 mi) do valor para a DIS, referentes à sua fatia dos direitos econômicos. Já o Barcelona diz que o negócio custou € 57,1 mi.

INVESTIGAÇÃO (16.dez.2013):

- Fiscalía da Audiência Nacional da Espanha (órgão com função semelhante ao Ministério Público do Brasil) encaminha pedido à Justiça do país para ter acesso ao contrato de Neymar.

NOVO VALOR (24.jan.2015):

- Josep María Bartomeu, presidente do clube, anuncia real valor da transferência de Neymar: € 86,2 milhões, sendo que € 61,2 milhões foram para Neymar e sua família.

NOTIFICAÇÃO (28.mar.2015):

- DIS notifica judicialmente o pai de Neymar e dirigentes do Santos e do Barcelona dizendo que foram feitos contratos simulados com o objetivo de fraudar os direitos econômicos da empresa.

PEDIDO DE PRISÃO (23.nov.2016):

- Baseado na denúncia da DIS, Ministério Público espanhol pede dois anos de prisão e multa para Neymar e cinco anos de prisão para Sandro Rosell por fraude na transferência para o Barcelona.

DÍVIDA COM A JUSTIÇA (24.mai.2017):

- Juiz espanhol exige que o Santos deposite R$ 15 milhões para assegurar o pagamento de multa em caso de condenação. Para Neymar, é requisitado depósito de R$ 729 mil.