Esportes

Flamengo tem decisão na Libertadores em meio a maratona de jogos

.

PAULO BATISTELLA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Flamengo poderá se classificar antecipadamente às oitavas de final da Taça Libertadores nesta quarta-feira (3). O time rubro-negro precisará vencer a Universidad Católica (CHI), às 21h45, no Maracanã, e torcer por uma derrota do San Lorenzo (ARG) para o Atlético-PR neste mesmo dia, na Arena da Baixada.

Antes mesmo de a bola rolar pela quinta rodada da fase de grupos do torneio, o elenco flamenguista já terá um desafio a superar: o desgaste físico. A equipe tem atuado no meio e nos finais de semana desde o dia 23 de abril quando venceu o Botafogo pela semifinal do Carioca.

O volante Rômulo já é um desfalque certo. Ele sofreu um entorse no joelho no último domingo (30), na primeira partida das finais do Carioca, contra o Fluminense. Everton, meia-atacante, só poderá jogar à base de injeção de anti-inflamatório; ele atuou assim no clássico após também sofrer um entorse no joelho.

Além deles, o atacante Pablo Guerrero deixou a última partida com cãibras, mas deverá jogar. Um outro desfalque será o atacante Berrío, mas não por problemas físicos. O colombiano cumprirá o último dos três jogos de suspensão após ter sido expulso na derrota por 1 a 0 para Católica, fora de casa.

A maratona de jogos do Flamengo não irá encerrar neste próximo confronto. O último compromisso dos flamenguistas nesta fase da Libertadores será no próximo dia 17 contra o San Lorenzo, na Argentina. Até lá o time ainda terá outros três jogos além deste diante do time chileno.

No próximo domingo (7), o Flamengo faz o segundo das finais do Estadual contra o Fluminense. Em 10 de maio, enfrenta o Atlético-GO pelas oitavas da Copa do Brasil. E no dia 13, o time estreia no Brasileiro contra o Atlético-MG.

O zagueiro Rafael Vaz avaliou a sequência de partidas e garantiu que o grupo saberá lidar com as diferentes decisões ao longo dos próximos dias. “Nosso grupo é muito experiente, com jogadores que já viveram situações parecidas e até com mais dificuldades do que essa de quarta. Nosso time vai ter muito equilíbrio. Sabemos da responsabilidade que é jogar pelo Flamengo em uma Libertadores para 50 mil pessoas. Nosso primeiro semestre está valendo muito nesta semana.”

A Católica também terá desfalques: os zagueiros Germán Lanaro e Benjamín Kusevic. O primeiro está lesionado, e o segundo cumprirá suspensão após ser expulso no último duelo contra o San Lorenzo. O treinador Mario Salas terá a disposição apenas um defensor de origem, Guillermo Maripán, e deverá improvisar um outro atleta na posição.

O time da Gávea é vice-líder do Grupo 4 com seis pontos, um a menos que o Atlético-PR. Os chilenos ocupam a terceira posição com cinco, um mais que o San Lorenzo, lanterna da chave.

FLAMENGO

Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Márcio Araújo, Willian Arão, Mancuello e Gabriel; Everton e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo

UNIVERSIDAD CATÓLICA

Toselli; Espinoza, Álvarez, Guillermo Maripán, Alfonso Parot; César Fuentes, Enzo Kalinski, Fuenzalida, Buonanotte, Ricardo Noir; e Santiago Silva. Técnico: Mario Salas

Estádio: Maracanã, no Rio

Juiz: Victor Carrílo (PER)