Mais lidas
Esportes

Inter trava duelo com Novo Hamburgo para decidir estádio da final

.

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - Internacional e Novo Hamburgo travam uma disputa extracampo em meio às finais do Campeonato Gaúcho. Após empate no jogo de ida, os dois clubes aumentaram o tom na discussão sobre o local do segundo duelo.

O Inter quer atuar Caxias do Sul, já a equipe do Vale dos Sinos garante o confronto será em sua própria casa. O estádio do Vale, contudo, ainda não foi liberado pelas autoridades locais.

A FGF (Federação Gaúcha de Futebol) marcou o jogo para Caxias do Sul e ampliou prazo para obtenção de licenças. A definição será anunciada nesta terça-feira (2). O Internacional reclama de favorecimento ao Novo Hamburgo. Alega que o regulamento não permite alteração de local de jogos tão próximo do apito inicial e cita até a sua logística para sustentar a posição.

"Estamos falando do estádio do Novo Hamburgo por mera suposição, o jogo está marcado para Caxias. O presidente fez de conta que cumpriu o regulamento, ele marcou o jogo para Caxias. Mas aí, ao mesmo tempo, rasgou o regulamento e deu prazo até o dia 2 para o Novo Hamburgo liberar o estádio. Se até agora o jogo está marcado para Caxias, e se até agora o estádio não tem condições, o jogo será em Caxias", disse Roberto Melo, vice de futebol do Inter.

Do lado do Novo Hamburgo, a ideia é que a liberação do Corpo de Bombeiros e da Brigada Militar virá rapidamente. O clube irá instalar arquibancadas móveis do outro lado do gramado e atrás de um dos gols. A capacidade saltará de cinco mil pessoas para 11.500.

"O Inter pode jogar onde quiser, o mando é nosso e nós vamos decidir", definiu Juarez Radaelli, presidente do Novo Hamburgo. "Definição na terça, mas dá para dizer 95% de chance em Novo Hamburgo. Temos que ter o documento de liberação na mão. O projeto apresentado estava incompleto, faltavam detalhes que estamos ajustando. Só precisamos aumentar arquibancadas. Nos reunimos previamente com a Brigada Militar e estamos realizando as mudanças apontadas por eles", completou.

FEDERAÇÃO

A FGF afirma que irá esperar laudos técnicos até esta terça. Em seu site, a Federação aponta o estádio Centenário como local do segundo jogo. A escolha foi em caráter provisório, segundo os dirigentes. O Internacional contesta principalmente a segurança do jogo em Novo Hamburgo.

"Nos preocupa a questão da segurança em Novo Hamburgo. Estádio com capacidade para quatro, cinco mil pessoas. Uma coisa e arquibancada móvel para jogo no meio do campeonato, não em final. E o acesso? E a segurança? Jogo decisivo, em final, é diferente", declarou Roberto Melo.

"Na parte técnica não muda quase nada. Na segurança sim. E isso nos preocupa, o estádio Centenário é maior e tem mais estrutura para receber público maior", reiterou o dirigente.

Internacional e Novo Hamburgo empataram em 2 a 2 no estádio Beira-Rio, no jogo de ida da decisão. O vencedor, no próximo domingo (7), fica com o título. Em caso de empate, por qualquer placar, a disputa vai para os pênaltis.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber