Esportes

Sem Ganso, Santos bate o lanterna Goiás no Pacaembu

Da Redação ·
 Eduardo abre o placar de voleio
fonte: Jonne Roriz/AE
Eduardo abre o placar de voleio

O Santos venceu o Goiás por 2 a 0 neste sábado, no Pacaembu, em jogo válido pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Zé Eduardo, com um golaço, e Alan Patrick marcaram os gols do time, que ainda teve um pênalti perdido por Neymar. Antes da partida, os santistas homenagearam o meia Paulo Henrique Ganso, que operou o joelho e só volta aos gramados em 2011.

continua após publicidade

A derrota poderia ser pior para o Goiás, que fez o seu primeiro jogo após a saída do técnico Emerson Leão - Wladimir Araújo ficou como interino no banco de reservas. O goleiro Harlei foi quem evitou uma possível goleada santista. Ele teve uma boa atuação e fez ao menos duas belas defesas, além de defender o pênalti de Neymar.

continua após publicidade

Com a vitória, o Santos garantiu a terceira posição na tabela, indo a 27 pontos. Pela próxima rodada, a equipe recebe o Avaí na quinta-feira, desta vez na Vila Belmiro. Já o Goiás, que segue na lanterna, pega na quarta o Atlético-MG, no Serra Dourada, em um confronto direto para deixar as últimas posições.

continua após publicidade

O JOGO - O confronto começou franco e aberto em São Paulo. O Santos teve as melhores chances no primeiro tempo, mas não conseguiu abrir o marcador. Nas oportunidades que teve, o Goiás também parou na defesa santista.

Com três atacantes - Neymar, Keirrison e Zé Eduardo - o Santos chegava com facilidade. Na primeira oportunidade, logo no primeiro minuto de jogo, Marquinhos arriscou de fora da área, mas Harlei defendeu.

continua após publicidade

Aos oito, Neymar abriu espaços na defesa do Goiás à base de pedaladas e foi derrubado na área. O árbitro nada marcou, e no rebote, Marquinhos levantou para Keirrison. O substituto do negociado André cabeceou bem, mas Harlei fez excelente defesa.

continua após publicidade

O Goiás respondeu em cobrança de falta de Bernardo, que ofereceu pouco perigo à defesa santista. A melhor chance esmeraldina viria aos 22, com Everton Santos, que Rafael defendeu. Keirrison ainda desperdiçou outra chance na cara de Harlei, mas o bandeira havia assinalado impedimento.

continua após publicidade

O segundo tempo começou mais truncado que o primeiro e as chances escassearam. Os técnicos mexeram nas duas equipes para buscar a vitória. Romerito entrou no lugar de Bernardo, no Goiás, e Dorival Júnior sacou Keirrison para a entrada de Madson.

O Santos melhorou e Madson exigiu boa defesa de Harlei em cobrança de falta, mas o time desperdiçou uma chance de ouro aos 24. Zé Eduardo foi derrubado por Rafael Tolói na área. Na cobrança do pênalti, Neymar bateu fraco e Harlei defendeu. Pela segunda partida consecutiva, o atacante perdeu uma penalidade.

continua após publicidade

O primeiro gol do Santos, entretanto, compensou todas as chances desperdiçadas anteriormente. Aos 30, Neymar fez belo lançamento para Madson, que desceu pela direita e cruzou na área. Zé Eduardo acertou um lindo voleio e finalmente venceu Harlei.

continua após publicidade

A vitória foi consolidada aos 37 minutos, quando Alan Patrick também fez um bonito gol. O meia, que havia acabado de entrar no lugar de Marquinhos, arriscou de fora da área e deu números finais ao placar.

continua após publicidade

Ficha técnica:

Santos 2 x 0 Goiás

continua após publicidade

Santos - Rafael; Pará, Bruno Aguiar, Durval e Léo (Danilo); Arouca, Rodriguinho e Marquinhos (Alan Patrick); Neymar, Keirisson (Madson) e Zé Eduardo. Técnico: Dorival Júnior.

continua após publicidade

Goiás - Harlei; Douglas, Rafael Tolói, Ernando e Júnior; Jonílson, Amaral, Bernardo (Romerito) e Rithelly; Everton Santos (Carlos Alberto) e Rafael Moura (Otacílio Neto). Técnico: Wladimir Araújo (interino).

continua após publicidade

Gols - Zé Eduardo, aos 30, e Alan Patrick, aos 37 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Rodriguinho e Arouca (Santos); Rithelly, Rafael Moura, Romerito e Rafael Tolói (Goiás).

Árbitro - Alício Pena Júnior (MG).

Renda - R$ 435.340,00.

Público - 17.968 pagantes.

Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).