Mais lidas
Esportes

Serena Williams diz que volta ao tênis após a gravidez: 'não terminei ainda'

.

FERNANDA EZABELLA, ENVIADA ESPECIAL

VANCOUVER, CANADÁ, (FOLAHAPRESS) - Dois dias antes do Aberto da Austrália, Serena Williams descobriu que estava grávida. "Fiquei nervosa, não sabia o que pensar, precisava era focar", disse a tenista americana de 35 anos, numa entrevista na terça-feira (25) em uma sessão do TED, evento de palestras que está acontecendo em Vancouver.

"Joguei diferente, não foi fácil. A gente escuta sobre como as grávidas ficam cansadas e tal. Coloquei toda esta energia num saco e joguei fora. Não tinha tempo de lidar com as emoções extras. Felizmente não tive enjoos", disse. "Tinha muitas perguntas. Posso jogar? Sei que é muito perigoso nas primeiras 12 semanas."

Serena jogou e ganhou, no final de janeiro, conquistando seu 23º título de torneio, novo recorde mundial que a traz novamente à primeira posição do ranking da WTA (associação de tênis feminino, na sigla em inglês). "Ninguém sabia da gravidez, a pressão era grande. Se eu perco, a notícia é maior", afirmou.

Na quarta (19), a jogadora postou uma foto de biquíni amarelo na rede social snapchat cuja legenda dizia "20 semanas". Puro acidente, segundo o que ela contou à jornalista Gayle King, em entrevista no TED na terça (25). A atleta chegou tirar a imagem do ar, mas um representante dela confirmou a gravidez horas depois.

"Estava de férias, tirando um tempo para mim, e tenho esta coisa de checar meu status toda semana e salvar as fotos. Mas você sabe como mídia social é: você aperta o botão errado e...", disse Serena, rindo.

A tenista deve dar à luz no outono americano e se casar nos próximos meses com o noivo Alexis Ohanian, cofundador do site Reddit, a quem ela chamou de "nerdy geek". "Quando ele propos, fiquei quase brava. Não quase, fiquei brava mesmo porque estava no meio da temporada de treinamento e pensei: 'Tenho que ganhar o Aberto da Austrália'. Queria muito passar o recorde de Steffi Graf", afirmou.

Serena comentou que, apesar de se tornar mãe nos próximos meses, planeja, sem dúvidas, continuar nas competições do esporte. "Não terminei ainda, vou voltar."

VENUS WILLIANS

Na Austrália, Serena disputou a final contra a irmã Venus e ganhou por 2 sets a 0. Um ano mais velha, ela é sua "inimiga mortal" nas quadras, mas "melhor amiga e alma gêmea" fora delas, como define a número um da WTA. "É como jogar contra mim mesma. Ela é rápida, sabe onde vou mandar a bola antes mesmo de eu acertar. Sempre penso, 'tenho que jogar melhor'", disse.

As duas treinaram juntas desde pequenas, e Serena lembrou das dificuldades de crescer na frente de todo mundo. "Você enfrenta muito escrutínio. Não me sentia confortável com meu corpo, não gostava dele. Não entendia porque tinha músculos e até parei de levantar peso", lembrou.

Esse sentimento mudou após a vitória do Aberto dos EUA, em 1999, quando percebeu que os músculos eram parte essencial para atingir suas metas. "Queria ficar feliz com meu corpo, comecei a apreciá-lo", afirmou. "E quero que outras pessoas, outras jovens que passam pelo o que eu passei, sejam felizes também. Não me importo com o que dizem, se é masculino, grande, pequeno, estou 'ok' contanto que eu me ame."

Com tantas vitórias para recordar, Gayle King perguntou o que Serena aprendeu com suas derrotas. "Ganhar é viciante. Uma vez que você experimenta, você quer repetir de novo. Odeio perder, sou uma péssima perdedora, mas se estou aqui hoje, foi por causa das minhas perdas", declarou. "Aprendo muito quando perco. Por isso demoro tanto para perder de novo. É sempre um grande aprendizado."

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber