Mais lidas
Esportes

Apesar de sofrer virada para XV de Piracicaba, Portuguesa evita rebaixamento

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Em jogo dos desesperados, no qual os dois times corriam risco de ser rebaixados, a Portuguesa se salvou da degola mesmo com a derrota para o XV de Piracicaba neste domingo (23), pela 19ª rodada da Série A2 do Campeonato Paulista, por 2 a 1 de virada. Uma combinação de resultados salvou a Portuguesa, e a vitória salvou o XV da Série A3 na temporada que vem.

O jogo decisivo foi no estádio Barão de Serra Negra, em Piracicaba, com a torcida do XV comparecendo em peso para apoiar o time.

O gol da Lusa veio com um minuto de jogo no segundo tempo. Em contra-ataque rápido, o camisa 7 Luizinho avançou com liberdade invadiu a área e bateu colocado, por cima do goleiro Pasinato. Um golaço. No final da partida, o XV empatou com gol de Carlos Alberto, aos 37 minutos do segundo tempo. O atacante aproveitou o bate e rebate dentro da área, chutou de primeira e conseguiu igualar o placar.

Apesar disso, o empate não era suficiente para o time de Piracicaba, que virou com Romarinho.

O JOGO

A partida começou equilibrada. Aos 14 minutos, a Portuguesa chegou com perigo com Luizinho, que bateu por cima do gol do XV. Dois minutos depois foi a vez do time da casa levar perigo à meta adversária. Romarinho cobrou escanteio e Doni completou de cabeça, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Aos 20 minutos Bruno Santos quase abriu o placar para a Portuguesa depois de chute forte cruzado, mas o goleiro Mateus Pasinato espalmou para fora. Pouco depois o XV respondeu com ótima jogada de Bruninho. Ele finalizou no ângulo, mas Berna espalmou para fora. Assim a partida seguiu no primeiro tempo, muito equilibrada mas com poucas oportunidades dos dois lados.

A partir dos 36 minutos, a pressão da Lusa aumentou. Após erro da defesa, Luizinho fuzilou a queima-roupa, mas o goleiro Mateus Pasinato salvou o XV de Piracicaba. Um minuto depois, Leandro Domingues bateu forte de fora da área e acertou o travessão de Pasinato.

Apesar do domínio da Portuguesa, o XV de Piracicaba ainda teve a oportunidade de abrir o placar no final da primeira etapa. Bruninho recebeu bom passe dentro da área e ficou de frente com Berna. O atacante chutou, mas o goleiro da Lusa evitou o gol com a perna.

No primeiro tempo, cada time recebeu um cartão amarelo: Gilsinho para a Lusa e Doni para o XV, após entradas duras.

Após o gol, no início do segundo tempo, a Lusa se fechou e passou a explorar os contra-ataques. O XV chegou a marcar com Rafael Gomes de cabeça aos sete minutos, mas o árbitro viu impedimento do zagueiro do time da casa e anulou o gol.

Aos 15 minutos, Berna fez excelente defesa para a Portuguesa em chute forte de Romarinho. O XV de Piracicaba aumentou a pressão, mas teve poucas boas chances de chegar ao empate.

Aos 25 minutos, Carlos Alberto chutou com força, e Berna salvou a Portuguesa. No rebote, Samuel acertou a trave da Lusa, enquanto Formigoni foi travado na sequência do lance.

Depois do gol de empate, o XV de Piracicaba ainda teve boa chance de virar, aos 39 minutos da segunda etapa. Gilsinho fez o levantamento para dentro da área e Berna fez mais uma defesa.

Aos 45 minutos da etapa final, o zagueiro Rodrigo completou cobrança de escanteio de Romarinho para o fundo da rede, em gol que garantiu a permanência do time de Piracicaba na Série A2 do Paulistão.

REBAIXAMENTO LUSO

Este é o quinto ano consecutivo que Portuguesa convive com o fantasma do rebaixamento. Desta vez, a queda seria para terceira divisão do Paulistão.

A Portuguesa chegou à última rodada na 12ª colocação entre 20 times da Série A2. Entrou em campo com 24 pontos, um a mais que o XV de Piracicaba. O time vinha de três rodadas sem vencer, sendo que no jogo passado perdeu em casa do Oeste, por 3 a 2, em duelo que poderia eliminar o risco de degola.

Caso perdesse, a equipe comandada por Estevam Soares teria de torcer para o Barretos vencer o Velo Clube, em Barretos, ou o Bragantino derrotar o Votuporanguense, em Bragança Paulista.

Já o XV chegou ao confronto em situação ainda mais dramática. Só a vitória interessava para evitar o rebaixamento.

Desde 2013, a Portuguesa acumulou pelo menos um rebaixamento por temporada. Naquele ano, caiu para a Série B do Brasileirão. A Lusa foi punida com a perda de quatro pontos pela escalação irregular do meia Héverton, na última rodada daquele ano.

Em 2014, a Portuguesa foi rebaixada para a terceira divisão do principal campeonato nacional. Em 2015, caiu para a Série A 2 do Campeonato Paulista. No ano passado, o time caiu novamente, desta vez para Série D, a última do Campeonato Brasileiro.

Neste ano, o time já teve dois técnicos. Começou o com Tuca Guimarães, mas o substituiu por Estevam Soares.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber