Mais lidas
Esportes

Messi faz história, marca gol no último minuto e garante virada do Barça

.

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Lionel Messi mais uma vez mostrou no clássico deste domingo (23) porque é considerado um dos maiores jogadores de futebol da história. Com um gol no último minuto da partida, ele garantiu a vitória por 3 a 2 do Barcelona sobre o Real Madrid, em pleno Santiago Bernabéu, e manteve o time catalão na briga pelo Campeonato Espanhol.

O argentino não marcava contra o Real Madrid há seis jogos. Mas neste domingo (23) a história mudou. Ele não só quebrou o jejum como garantiu a vitória e chegou ao 500º gol pelo Barcelona.

Já Cristiano Ronaldo, após decidir as quartas de final da Liga dos Campeões com cinco gols em dois jogos, esteve apagado no clássico deste domingo (23). Ainda perdeu um gol que não costuma perder, sem goleiro, já na metade do segundo tempo.

Real Madrid e Barcelona entraram em campo em situações bastante distintas. Além de jogar em casa, o time de Madri chegou para o jogo três pontos à frente do rival e ainda com um jogo a menos. Portanto, até um empate manteria o Real perto do título espanhol. Já o Barcelona precisava da vitória a qualquer custo para seguir sonhando com a conquista da Liga.

Além disso, o Real Madrid segue vivo na Liga dos Campeões, enquanto o Espanhol passou a ser o título mais importante do ano para a equipe catalã depois da eliminação para a Juventus.

O JOGO

Parecia questão de tempo para o Real Madrid, mais perigoso no início da partida, abrir o placar aos 28min. E foi após uma jogada de escanteio, ponto fraco do Barcelona. Após rebote e cruzamento de Marcelo, Sergio Ramos finalizou de primeira e acertou a trave; na sobra, Casemiro apareceu sozinho dentro da pequena área e completou para as redes. 1 a 0.

Mas a resposta do Barcelona, e de Messi, demorou apenas quatro minutos. Ele recebeu de Raktic, entrou em alta velocidade na área, driblou Carvajal e finalizou de esquerda, cruzado. 1 a 1 e fim de jejum do argentino no clássico.

O equilíbrio entre Real e Barcelona no segundo tempo foi desfeito com um golaço de Raktic. Ele cortou Kroos e, de esquerda, de fora da área, acertou o ângulo de Navas. A situação ficou ainda melhor para o time catalão quando Sergio Ramos, pouco depois, foi expulso após dar um carrinho feio em Lionel Messi.

Aos 37min do segundo tempo, e com um jogador a menos, Zinedine Zidane resolveu mudar. James Rodriguez foi a campo na vaga de Benzema e, três minutos depois, marcou o gol que deu ao empate ao Real Madrid. O time da casa ainda criou outras chances para virar, mas viu Messi brilhar no fim e virar a partida.

VAIAS

Gerard Piqué foi vaiado toda vez que pegou na bola. O motivo: uma mensagem no Twitter publicada no meio da semana no qual ele criticou uma manchete do jornal "Marca" que questionava os aplausos da torcida do Barcelona no Camp Nou mesmo com a queda na Liga dos Campeões.

"Dói ver como o Camp Nou aplaude sua equipe apesar dela acabar eliminada. Estão acostumados com as vaias, apesar de se classificarem", escreveu o zagueiro, num recado à torcida do Real.

NEYMAR

Por 'falta de garantias legais pela falta de resposta do TAD (Tribunal Administrativo do Esporte) sobre o recurso enviado pelo clube, o Barcelona optou por não escalar Neymar no clássico deste domingo (23).

O escolhido para substituí-lo foi Paco Alcácer, de 23 anos. Ele chegou a ter chance de virar a partida no começo do segundo tempo, mas perdeu cara a cara com Navas. De resto, foi discreto.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber