Mais lidas
Esportes

Técnico elogia nova formação e diz que Palmeiras perdeu por desatenção

.

LUIZ COSENZO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O treinador Eduardo Baptista atribuiu a eliminação no Campeonato Paulista pela desatenção que o Palmeiras teve no início do jogo contra a Ponte Preta em Campinas, realizado no último domingo (16), quando foi derrotado por 3 a 0. Na oportunidade, a equipe sofreu dois gols em sete minutos.

Neste sábado (22), o time alviverde precisava vencer por ao menos três gols de diferença para levar o jogo para os pênaltis ou quatro para conseguir a classificação direta. O clube, porém, ganhou por apenas 1 a 0.

"O Palmeiras fez até o momento a melhor campanha. Fomos eliminados por 20 minutos em Campinas. Fica a lição de não ter só nomes como o Palmeiras tem. Fomos eliminados pelo resultado em Campinas. Conversamos no vestiário. Eu e alguns jogadores falamos. Com essa determinação de hoje [sábado], não teríamos um placar nem perto do que foi em Campinas", disse Baptista.

O treinador palmeirense também comentou sobre a formação utilizada na segunda partida da semifinal do Estadual. Ele escalou o volante Felipe Melo como terceiro zagueiro. O jogador atuou pelo lado esquerdo para proteger o lateral esquerdo Egídio, que jogou mais avançado.

"Eu vi um time hoje [sábado], que tudo que traçamos foi feito. O empenho, fisicamente, como entrega, foi de levantar aplausos. Hoje [sábado], fizemos um sistema que tinha intenção de fazer. Achei que era hora. Eles absorveram bem. Felipe fez quase um zagueiro, não sei se foi a melhor partida dele, mas teve grande atuação", analisou.

"Infelizmente, em 27 finalizações, apenas sete certas. É trabalhar. A estratégia foi boa para enfrentar a Ponte que se fecha muito por dentro. Temos que aprimorar essa parte final", acrescentou.

Eduardo Baptista também falou sobre as mudanças feitas no segundo tempo. Ele colocou Michel Bastos na vaga de Tchê Tchê, aos 13 minutos. Doze minutos depois, colocou Willian no lugar de Borja e Keno substituiu o lateral esquerdo Egídio.

"A entrada do William e do Keno deu uma cara diferente para o time. Com o Michel por dentro, deu novo volume para buscar algo a mais".

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira (26), quando enfrenta o Peñarol, fora de casa, pela quarta rodada do Grupo 5, da Copa Libertadores da América. Na liderança da chave com sete pontos, o clube pode se classificar com duas rodadas de antecipação caso vença os uruguaios e o time boliviano não perca do Atlético Tucuman.

"Vamos avaliar quem está mais inteiro. Taticamente, tudo o que foi pedido e treinado foi feito. É apresentar amanhã e ver direitinho quem está recuperado para quarta", completou Eduardo Baptista.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber