Mais lidas
Esportes

Palmeiras vence outra vez, avança e agora aguarda rival da semifinal

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Palmeiras confirmou a classificação para a semifinal do Campeonato Paulista. Nesta sexta-feira (7), a equipe comandada por Eduardo Baptista venceu o Novorizontino por 3 a 0, no Pacaembu, pela partida de volta das quartas de final.

No jogo de ida, o time alviverde já havia vencido por 3 a 1.

Com a vaga na semifinal assegurada, o Palmeiras agora aguarda o seu rival. Como tem a melhor campanha na somatória das duas fases disputadas, o clube enfrentará o pior semifinalista classificado.

Os jogos devem ser realizados nos dois próximos finais de semana e a equipe tem a vantagem de disputar a segunda partida em seu estádio.

O triunfo sobre o Novorizontino também deixou o time próximo de conseguir a vantagem de disputar o segundo jogo de uma eventual final do Campeonato Paulista como mandante.

Com 31 pontos até agora, o clube tem seis a mais do que a Ponte Preta, que enfrenta o Santos nas quartas de final. Na partida de ida, a Ponte venceu por 1 a 0 e joga por um empate na próxima segunda-feira (10), quando ocorre o jogo de volta.

O Corinthians, que disputa uma vaga na semifinal diante do Botafogo, possui a mesma pontuação da Ponte Preta, mas tem uma vitória a menos e, até esta sexta-feira (7), tem a terceira melhor campanha. Com 23 pontos, o São Paulo é o quarto melhor colocado no geral, enquanto o Santos está em quinto - 22 pontos.

O JOGO

Com o placar favorável após vencer o jogo de ida por 3 a 1 - ;podia perder até por um gol de diferença -, o técnico Eduardo Baptista procurou escalar a mesma formação que pretende colocar contra o Peñarol, na quarta-feira (12), pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

No sistema defensivo, a dupla de zaga foi formada por Edu Dracena e Mina. Vitor Hugo, que até então era titular absoluto, ficou no banco de reservas após não manter o mesmo nível da temporada passada. Zé Roberto, que cumpriu suspensão no último jogo, foi titular na lateral esquerda - Egídio foi o preterido.

No meio de campo, Eduardo Baptista escalou Felipe Melo e Tchê Tchê. A linha de três meias mais ofensivos teve Willian, Guerra e Dudu. A novidade foi o venezuelano, que ocupou o lugar de Róger Guedes, suspenso. Borja foi o centroavante.

Com esse esquema, o Palmeiras dominou o primeiro tempo e não correu riscos. Aos 32 minutos, Tchê Tchê arriscou de fora da área, a bola ficou com Willian, que só tocou no canto de Michael.

Na etapa complementar, o time continuou com o domínio do jogo. Aos 23, Michel Bastos, que havia acabado de entrar, tocou para Guerra rolar para Borja finalizar forte e aumentar. No final, Dudu tabelou com Alecsandro e fechou o placar.

PALMEIRAS

Fernando Prass; Fabiano, Yerry Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo (Thiago Santos); Willian (Michel Bastos), Tchê Tchê, Alejandro Guerra e Dudu; Miguel Borja (Alecsandro). Técnico: Eduardo Baptista.

NOVORIZONTINO

Michael; Moacir, Domingues, Diego Sacoman e João Lucas; Éder (Railan) e Doriva; Roberto (Alexandro), Fernando Gabriel e Henrique Roberto; Everaldo (Rodrigo). Técnico: Silas Pereira.

Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP) Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza

Assistentes: Alex Ribeiro e Eduardo Vequi Marciano

Cartão amarelo: Éder e Everaldo, ambos do Novorizontino.

Gol: Willian, aos 32min do 1º tempo, Borja, aos 23min, e Dudu (todos do Palmeiras), aos 43min do 2º tempo.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber