Mais lidas
Esportes

Torcida organizada do Flamengo é banida por três anos

.

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - A Justiça do Rio de Janeiro baniu a Torcida Jovem do Flamengo dos estádios brasileiros por três anos. O pedido do MPRJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) foi acatado integralmente pelo juiz Guilherme Schilling, titular do Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos. À decisão, cabe recurso.

Nenhum símbolo da organizada em questão poderá ser exibido nos estádios, assim como nenhum integrante tem autorização para estar presente nas arquibancadas durante os jogos realizados pelo país. O MP argumentou que o comportamento violento da organizada impede qualquer participação em eventos esportivos espalhados pelo país.

O descumprimento da decisão é passível de multa, da mesma forma que o tempo de punição ainda pode ser aumentado. Em seu despacho, o juiz responsável pela suspensão da Torcida Jovem do Flamengo citou os confrontos nos quais a organizada se envolveu nos últimos anos.

O caso mais trágico aconteceu no último dia 12 de fevereiro e resultou na morte de um torcedor do Botafogo; Diego Silva dos Santos foi assassinado com golpes de espeto de churrasco antes do clássico entre os times no Engenhão.

Oito torcedores ficaram feridos no episódio, e três foram baleados. Cinco integrantes da torcida foram presos por conta do assassinato do botafoguense: Rafael Camelo, Vitor Portencio, Adonai Santos, Rogerio Silva Guinard e Herbert Sabino de Paula. Ainda estão foragidos outros três acusados: o presidente Wallace Motta, o vice-presidente Rafael Maggio Afonso e Fábio Pinheiro, conhecido como Playboy.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber