Esportes

Cruzeiro vence o Corinthians e ajuda o Fluminense

Da Redação ·
 Montillo comemora gol do Cruzeiro logo aos 3min de jogo
fonte: Pedro Vilela/Agif/Gazeta Press
Montillo comemora gol do Cruzeiro logo aos 3min de jogo

Deu tudo errado para o Corinthians nesta quarta-feira. O time perdeu do Cruzeiro por 1 a 0 em Uberlândia e deixou o Fluminense, que bateu o Goiás, também fora de casa, abrir cinco pontos na liderança do Campeonato Brasileiro (36 a 31). Os mineiros chegaram aos 24 pontos, na sexta colocação.

continua após publicidade

O resultado evidenciou o desequilíbrio da campanha corintiana no Nacional. O time é o melhor mandante, com oito vitórias em oito jogos, mas só ganhou uma vez longe do Pacaembu: do Grêmio, na segunda rodada. Foram mais três empates e três derrotas. O Fluminense, por outro lado, venceu cinco de sete jogos como visitante.

continua após publicidade

Mesmo em campo neutro, já que o Estádio Parque do Sabiá estava dividido entre as duas torcidas, o Cruzeiro começou o jogo disposto a sufocar e saiu na frente logo no início. Aos 2 minutos, Robert recebeu em condição legal na área e rolou para Wellington Paulista marcar, mas Chicão tirou para escanteio. O gol foi adiado por poucos segundos: após a cobrança, o argentino Montillo ficou com rebote e bateu de pé direito para fazer 1 a 0.

continua após publicidade

O Corinthians teve a chance de responder logo em seguida, aos 6, quando o árbitro Sandro Ricci assinalou pênalti em toque de mão de Éverton na área. Mas Bruno César bateu no meio do gol, nas penas de Fábio. Foi a terceira penalidade seguida que o time desperdiçou no Brasileiro. As outras duas foram com Chicão, que justamente por isso deixou de ser o cobrador oficial.

Após o início elétrico, o jogo caiu num marasmo. O Cruzeiro recuou todo para especular no contra-ataque e deu a posse de bola ao Corinthians, que, no entanto, não conseguiu criar. A noite irreconhecível de Bruno César, bem marcado por Henrique, deixou o time dependente dos volantes para iniciar as jogadas. Resultado: muitos toques de lado e nada de produtivo. "Bruno, você está fora do jogo!", gritava Adílson Batista da beirada do campo. Não à toa o perigo só veio em bola parada. Aos 38, após escanteio pela esquerda, o zagueiro Paulo André cabeceou no travessão.

continua após publicidade

O segundo tempo começou quase igual ao primeiro, e por pouco o Cruzeiro não marcou antes do primeiro minuto: Éverton bateu cruzado na área e Robert chegou atrasado. A outra diferença para a etapa inicial é que dessa vez o árbitro ignorou um pênalti de Henrique, que empurrou Bruno César pelas costas.

continua após publicidade

O Corinthians novamente teve a posse da bola, mas não conseguiu furar a retranca azul. Adílson Batista trocou Iarley por Souza, para segurar os zagueiros do Cruzeiro na área. Apagado, Bruno César também deu lugar ao garoto William Morais. Numa tentativa desesperada, o técnico ainda substituiu Roberto Carlos pelo volante Paulinho. De nada adiantou. O Cruzeiro segurou a vitória até o fim e só assistiu à inútil troca de passes do rival. Fábio nem precisou trabalhar.

continua após publicidade

O Corinthians volta a campo no domingo, quando encara o Vitória, no Pacaembu, possivelmente com Ronaldo de volta. Um dia antes, o Cruzeiro irá ao Rio de Janeiro enfrentar o Vasco.

FICHA TÉCNICA:

continua após publicidade

Cruzeiro 1 x 0 Corinthians

continua após publicidade

Cruzeiro - Fábio; Gil, Edcarlos e Cláudio Caçapa; Jonathan, Marquinhos Paraná, Henrique, Montillo (Roger) e Éverton (Pablo); Wellington Paulista e Robert (Walysson). Técnico - Cuca.

continua após publicidade

Corinthians - Julio César; Alessandro, Chicão, Paulo André e Roberto Carlos (Paulinho); Ralf, Jucilei, Elias e Bruno César (William Morais); Jorge Henrique e Iarley (Souza). Técnico - Adílson Batista.

Gols - Montillo, aos 2 minutos do primeiro tempo.

Árbitro - Sandro Meira Ricci (DF).

Cartões amarelos - Éverton, Edcarlos, Chicão, Cláudio Caçapa, Wellington Paulista, Henrique, Alessandro, Gil, Jorge Henrique e Souza.

Local - Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG).