Mais lidas
Esportes

Ainda sem jogar em 2017, Erazo projeta retorno ao Atlético-MG em dez dias

.

VICTOR MARTINS

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - No que depender da vontade do zagueiro Erazo, ele vai estar à disposição do técnico Roger Machado para o duelo do Atlético-MG contra a URT, pela nona rodada do Campeonato Mineiro, no dia 26 deste mês, no Independência. Ainda sem atuar nesta temporada, o equatoriano passa por um trabalho especial na Cidade do Galo, para superar as dores que tanto incomodaram na reta final de 2016.

Já no segundo semestre do ano passado, Erazo começou a se queixar de dores no joelho direito. Motivo pelo qual o defensor chegou a ser cortado de algumas partidas da seleção equatoriana. Embora não estive na melhor condição para atuar, o zagueiro fechou 2016 como titular do Atlético.

No entanto, longe de estar inteiro e com dores, Erazo falhou bastante. E o zagueiro está ciente que não foi bem nos jogos finais de 2016.

"Geralmente sou muito ansioso, muito ansioso. Às vezes, sou até imprudente por entrar. Eu me sinto, então eu vou entrar e jogar. Mas durante o jogo, eu comecei a sentir muitas dores e não queria sair. Acabei o ano, na minha análise, muito ruim. Tinha começado muito bem, mas no meio do ano veio as dores e vieram os problemas", disse em entrevista à Rádio Inconfidência.

Após o mês de férias, as dores no joelho direito continuaram incomodando Erazo. Foi então que o departamento médico do Atlético optou por segurar o atleta por algumas semanas, para um trabalho específico, para que o zagueiro não precisasse operar, além de dar ao equatoriano toda a condição que ele precisa para atuar em alto nível.

E isso foi feito. Erazo fez normalmente a primeira semana da pré-temporada, até as dores no joelho intensificarem. Entre a primeira quinzena de janeiro e a primeira semana de março, Erazo fez tratamento e treinou forte, mas na parte interna da Cidade do Galo, especialmente na academia. O retorno aos treinos no campo aconteceu no final de semana passada. Agora, completamente recuperado, segundo disse o próprio jogador, a meta é recuperar a forma física e poder ser relacionado por Roger.

"Depois ter que assimilar que é preciso parar, que é preciso tempo até você estar novamente bem, também não foi fácil. Graças a Deus, hoje eu estou muito bem. Bem melhor do que antes. A parte física tem que ser novamente recuperada. Tomara que daqui a pouco eu possa estar ajudando meus companheiros".

Erazo não atua desde o dia 7 de dezembro, quando o Atlético empatou com o Grêmio no jogo de volta da final da Copa do Brasil. O zagueiro equatoriano chegou a Belo Horizonte no ano passado e na primeira temporada com a camisa alvinegra foram 45 partidas e nenhum gol marcado.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber