Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

ATUALIZADA - Após impedir transmissão on-line, federação remarca Atletiba para dia 1º

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após o imbróglio do último domingo (19), quando impediu que a partida fosse realizada com transmissão on-line após alegar que a equipe contratada não havia sido credenciada, a Federação Paranaense de Futebol remarcou o clássico entre Atlético-PR e Coritiba para o dia 1º de março (Quarta-feira de Cinzas), às 20, na Arena da Baixada, em Curitiba.

A decisão partiu do departamento de competições da FPF, o que afasta qualquer hipótese de WO duplo para os times. Os clubes só foram avisados após o anúncio por parte da federação. Coritiba e Atlético-PR não têm jogos marcados para este dia.

Antes do anuncio da nova data, Hélio Cury, presidente da entidade, afirmou que qualquer decisão sobre a partida só seria tomada após o departamento jurídico da entidade analisar a súmula do árbitro Paulo Roberto de Alves Júnior.

Cury garantiu que a partida só não foi realizada porque a equipe contratada para transmitir a partida não estava credenciada. "Não teve nada a ver com direito de TV. A equipe que faria a transmissão não estava credenciada. É simples. O credenciamento tinha de ter sido feito na Federação 48 horas antes do clássico. Isso não aconteceu. O árbitro avisou que essas pessoas teriam de se retirar e elas se recusaram. A culpa não é da Federação, é dos clubes", afirmou o dirigente

Dirigentes das duas equipes acusaram a Federação Paranaense de Futebol e, por tabela, a Rede Globo, de terem impedido o início do jogo, que seria mostrado ao vivo pelos canais dos clubes no YouTube e no Facebook.

Eles consideraram baixa a proposta financeira da emissora para transmitir os jogos dos dois clubes no campeonato. Com isso, decidiram disponibilizar a transmissão de graça, na internet.

INTERFERÊNCIA

A Globo afirmou que não teve interferência no ocorrido na partida deste domingo (19) entre Atlético-PR e Coritiba e que estava ciente da transmissão pela internet.

"O Grupo Globo não tem contrato vigente com Atlético-PR e com o Coritiba nesta edição do campeonato paranaense. Portanto não temos interferência na decisão dos clubes e da Federação de não realizar a partida. Entendemos que cabe aos clubes dispor livremente dos direitos nos jogos em que se enfrentam, e estávamos cientes inclusive da transmissão via internet", disse porta-voz da emissora.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber