Esportes

Autópsia de Fab Melo em IML de Juiz de Fora aponta morte natural

.

FÁBIO ALEIXO

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O jogador de basquete Fab Melo teve uma morte natural por causa indeterminada, de acordo com a Polícia Civil de Juiz de Fora (MG), cidade onde o ex-pivô faleceu aos 26 anos no último sábado (11).

Segundo a Polícia, os dados são do atestado de óbito feito após a autópsia realizada no IML (Instituto Médico Legal) do município no domingo (12), pouco antes do enterro.

Fab Melo foi encontrado morto em casa pela sua mãe, que acionou o SAMU (Serviço de atendimento Móvel de Urgência).

"Ele nunca se queixou de nada comigo, não tinha nenhum problema. Na noite de sexta-feira conversamos bastante, falamos de planos para o futuro e ele estava muito bem. Ele subiu para a casa dele que fica em cima da minha para dormir e depois não desceu mais. No sábado de noite quando fomos bater na casa dele, já estava morto. Não deu tempo de fazer nada" contou ao UOL Esporte a mãe Regina Célia da Conceição Paulino.

"Nem problema de coração ele tinha. Se tivesse algo, com certeza teria sido apontado nos clubes pelos quais passou. Ele sempre foi muito saudável. Não dá para atender", completou.

Regina revelou que o pai de Fab Melo também morreu de maneira semelhante há 25 anos. "O pai dele teve uma morte súbita, foi do nada. Ele tinha uma tia que também morreu do nada, trabalhando".

O jogador estava morando em Juiz de Fora desde dezembro, quando chegou a um acordo para romper contrato com o Brasília. No momento, estava se recuperando de uma lesão na panturrilha.

Segundo o UOL Esporte, Fab Melo tinha a intenção de ir aos Estados Unidos ainda neste primeiro semestre para treinar já de olho na Liga de Verão (Summer League) da NBA, em julho e agosto.