Esportes

Novo esquema, gols de estreante e golaço. Atlético vence outra no Mineiro

.

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Ainda em busca da melhor formação para o Atlético-MG em 2017, o técnico Roger Machado aproveitou o jogo deste sábado (4) com o Tombense, pelo Campeonato Mineiro, para testar o time com dois centroavantes. Fred e Lucas Pratto começaram a partida, mas nenhum deles fez gol no triunfo alvinegro por 3 a 0.

Quem se destacou foi Danilo, que é lateral esquerdo de origem, mas também atua em outras posições, como um terceiro homem do meio. E foi assim que ele atuou diante do Tombense e se tornou o melhor jogador em campo. Além de fazer os dois primeiros gols do jogo, logo na estreia pelo novo clube, Danilo ainda acertou um belo lançamento para o golaço de Otero.

EX-CARRASCO

O pé esquerdo de Danilo evitou que o Atlético-MG fosse campeão estadual em 2016. Foi do então lateral esquerdo do América-MG os três gols nas duas partidas decisivas do Campeonato Mineiro do ano passado. Logo na estreia pelo Atlético, Danilo mostrou que sabe mesmo fazer gols. Foram dois, o primeiro logo aos três minutos de jogo, no quinto toque na bola como jogador atleticano. Vestindo a camisa 14 e atuando como volante, Danilo ainda deu a assistência para o golaço de Otero. Aos 22 minutos do segundo tempo, o lateral esquerdo deixou o jogo, ovacionado pelos atleticanos presentes no Estádio Soares de Azevedo.

NOVO JEITO

Em comum, a vitória sobre o América, de Teófilo Otoni, e a derrota para o Cruzeiro tiveram a postura do Atlético em campo. O time de muita troca de passes, procurando sempre ter a bola. O que se viu nas estatísticas das partidas foram o Atlético com mais posse de bola e muito mais passes certos do que os adversários. Mas com Fred e Pratto juntos, o Atlético mudou. Mais bolas longas, mais cruzamentos. No primeiro, por exemplo, o Tombense terminou com 67% da posse de bola e muito mais passes certos. E pouco mudou na etapa final, mesmo com um esquema diferente. A bola continuou mais com o Tombense.

ERRO

Aos 34 minutos do primeiro tempo, num momento que estava melhor em campo, o Tombense conseguiu empatar a partida. Mas a equipe do interior foi prejudicada pela marcação da arbitragem, que assinalou impedimento de Daniel Amorim. O centroavante cabeceou a bola após chute de Wellington e estava em condição legal, dada por Felipe Santana.

GOLAÇO

Titular do Atlético nos dois primeiros jogos do ano, Otero ficou no banco de reservas diante do Tombense, por opção de Roger Machado, que testou o time com dois centroavantes. Com 2 a 0 no placar, o treinador voltou a jogar com apenas um homem de área. Otero entrou no lugar de Fred. E o venezuelano precisou de apenas um minuto em campo para fazer o gol mais bonito da tarde. Após lançamento de Danilo, o camisa 11 dominou a bola e bateu encobrindo o goleiro Derley.

NA ESTRADA

Nada de avião. A delegação do Atlético foi para Muriaé de ônibus. A distância de Belo Horizonte até a cidade na Zona da Mata de Minas Gerais é de quase 400 quilômetros. Assim, a viagem do Atlético até quase a divisa com o estado do Rio de Janeiro durou pouco mais de sete horas. E assim também vai ser o retorno para a capital mineira. A expectativa é chegar em Belo Horizonte no início da madrugada deste domingo.

Estádio: Soares de Azevedo, em Muriaé (MG) Árbitro: Ronei Cândido Alves (MG)

Cartões amarelos: Jonathan (Tombense) Fred e Rafael Carioca (Atlético-MG)

Gols: Danilo aos 3 e aos 44 do primeiro tempo; Otero aos 14 do segundo tempo

TOMBENSE

Darley, Gedeilson, Wellington, Matheus Lopes e Ronan (André Krobel, no intervalo); Natan, Pedro Castro (Lucas Mineiro, aos 41 do 2º), Jonathan e João Paulo; Alex (Matheus Henrique, aos 22 do 2º) e Daniel Amorim.

Treinador: Raul Cabral.

ATLÉTICO-MG

Giovanni, Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Yago (Ralph, aos 30 do 1º), Danilo (Carlos Eduardo, aos 22 do 2º) e Cazares; Lucas Pratto e Fred (Otero, aos 13 do 2º).

Treinador: Roger Machado.