Mais lidas
Esportes

Vasco tenta rejuvenescer, mas reposições ainda mantém média de idade alta Comente

.

BRUNO BRAZ

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após a virada de ano, o departamento de futebol do Vasco colocou como uma de suas metas o rejuvenescimento do elenco. Em uma das primeiras atitudes, afastou quatro "trintões" do grupo: Jorge Henrique (34), Diguinho (33), Julio Cesar (34) e Leandrão (33). No entanto, com os reforços até agora e a possível chegada de Luís Fabiano, a média de idade pouco mudará.

Foram contratados para 2017 Wagner (32), Muriqui (30) e Escudero (29). Caso Fabuloso acerte, mais um jogador acima dos 30 integrará a equipe, já que o atacante possui 36 anos. Com o quarteto, o Cruzmaltino passará de uma média de idade de 33,5 em 2016 para 31,5 nesta temporada.

O clube ainda negocia com o lateral direito Gilberto, ex-Botafogo e que está na Fiorentina (ITA). Sua possível chegada diminuirá ainda mais a média, já que ele tem apenas 23 anos.

A alta média de idade foi considerada por muitos um fator de desequilíbrio na temporada passada, quando o time foi campeão carioca invicto e depois teve dificuldades para obter o acesso na Série B, terminando a competição em terceiro lugar.

Derrotado na estreia no estadual por 3 a 0 pelo Fluminense, o técnico Cristóvão Borges aguarda pela chegada dos reforços.

"A avaliação que fizemos está correta, por isso queremos contratar. Estamos reconstruindo, queremos suprir carências. Há possibilidade (de reforços) na semana que vem. Isso é claro. Enquanto isso vamos trabalhando e tentando fazer com que a equipe jogue bem. Nos Estados Unidos (Florida Cup) mostramos performance para iniciarmos bem o Carioca. Tivemos logo um clássico, e esse desequilíbrio do primeiro tempo foi decisivo", avaliou.

O Vasco volta a campo nesta quinta-feira, contra o Bangu, em Moça Bonita, às 16h30.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber