Mais lidas
Esportes

Flu x Vasco tem duelo de técnicos com gostos refinados Comente

.

BRUNO BRAZ

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - A classe dos boleiros, de um modo geral, costuma sofrer preconceito quando o assunto são seus gostos culturais. No entanto, neste domingo, às 17h, no Engenhão, quando Fluminense e Vasco farão suas respectivas estreias no Campeonato Carioca, frente a frente estarão dois treinadores que esbanjam requinte no tema: Abel Braga e Cristóvão Borges.

Por trás do estilo bronco de Abel, encontra-se um homem com espírito delicado quando se senta diante de um piano, paixão de infância cultivada por sua saudosa mãe.

Em encontro promovido em 2012, após a conquista do tetracampeonato brasileiro pelo Fluminense, o treinador esteve ao lado de Ivan Lins, um dos seus ídolos e referência do instrumento no Brasil, e não escondeu a emoção ao fazer um dueto de "Lembra de mim", um dos hits do cantor.

"Você me emocionou, cara. Estou arrepiado. Quero agradecer a você por isso. Essa música é para a Claudia, amor da minha vida, minha mulher. Ivan, você me fez uma coisa que normalmente não acontece. A mesma emoção que você sente no futebol, de repente sentiu com o título, eu sinto com alguém no piano, e essa música eu amo de paixão, me arrepiei...", disse na ocasião.

O lado musical também é aflorado em Cristóvão Borges. Não só por paixão, mas também no âmbito profissional no que se refere à família. Sua esposa, Leninha Brandão, é empresária de Zeca Pagodinho, já o filho é produtor.

Quando ainda era jogador, se aproximou de lendas da MPB como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Moraes Moreira, Luiz Melodia, entre outros. Um dos seus hobbies é colecionar discos.

Além da música, em comum entre os treinadores está o gosto pelo vinho. Cristóvão de maneira mais moderada. Já Abel, um profundo conhecedor e harmonizador.

Neste domingo de estreia na competição, tentarão passar um pouco da categoria transmitida fora dos gramados aos seus comandados. O vascaíno, em busca do segundo tricampeonato estadual da história do clube. O tricolor, com ímpeto de dar prosseguimento a sua vitoriosa trajetória de títulos nas Laranjeiras.

VASCO

Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Henrique (Alan); Julio dos Santos, Andrezinho, Escudero e Nenê; Muriqui e Thalles

T.: Cristóvão Borges

FLUMINENSE

Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Leo; Orejuela; Douglas, Sornoza, Scarpa e Wellington; Henrique Dourado

T.: Abel Braga

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)

Hora: 17h (horário de Brasília) Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber