Mais lidas
Esportes

Acertado, Carlinhos espera exames médicos para ser anunciado pelo Inter

.

JOSÉ EDUARDO MARTINS E MARINHO SALDANHA

SÃO PAULO, SP, E PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - Carlinhos acertou a sua saída do São Paulo. Longe dos planos do técnico Rogério Ceni e alvo das críticas da torcida, o lateral esquerdo definiu as bases de seu contrato com o Internacional.

O jogador, de 30 anos, tinha vínculo com o clube do Morumbi até o fim desta temporada. Porém, não seria utilizado pelo clube e treinava separado do restante da equipe neste ano. Agora, ele está em Porto Alegre e depende apenas da realização dos exames médicos para assinar com o Inter até dezembro, com a possibilidade de ampliar por mais dois anos.

O lateral está no São Paulo há dois anos. No clube do Morumbi, ele sofreu com um grande número de lesões, disputou 62 jogos, marcou dois gols e virou alvo de críticas da torcida.

A situação ficou ainda mais tensa depois que ele foi vítima de agressão de integrantes da organizada durante a invasão ao CT da Barra Funda, no dia 27 de agosto de 2016.

Esta não é a primeira vez que Carlinhos negocia com o Inter. O jogador também havia conversado com o time gaúcho na última temporada, mas preferiu permanecer no São Paulo.

A lateral esquerda era uma das posições mais carentes do Internacional. Depois do insucesso com Geferson e Artur no ano passado, o clube saiu atrás de opções e já contratou Uendel, do Corinthians. A investida movimentou R$ 3,5 milhões.

Agora, depois de liberar Geferson para o Vitória e Artur para a Ponte Preta, ainda se via necessitando de alternativas. Carlinhos supre tal lacuna no grupo e ainda pode atuar no meio-campo.

O setor de criação tem várias opções, porém não tem apresentado bom desempenho nas atividades realizadas até agora. Com chegadas raras ao gol rival, o Inter empatou o jogo-treino diante do Inter de Lages e perdeu para o Tubarão, ambos os times de Santa Catarina.

"Nosso grupo que precisa de equilíbrio das peças, e temos muitos jogadores com as mesmas características. Precisamos de atletas diferentes para o treinador ter as melhores opções", disse o presidente colorado, Marcelo Medeiros, à TV Inter.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber