Mais lidas
Esportes

Palmeiras é multado por violar estatuto de transferências da Fifa

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Palmeiras foi multado em 50 mil francos suíços (R$ 159 mil) pela Fifa por violar o estatuto de transferências da entidade em acordo com a equipe equatoriana LDU.

A violação cometida pelo Palmeiras, conforme explica a Fifa, diz respeito à relação de terceira parte no acordo assinado entre Palmeiras e LDU. O Palmeiras ainda recebeu uma notificação com relação ao caso, um aviso.

A entidade máxima do futebol não revela, em sua nota oficial divulgada, de qual transferência de jogador se trata o caso. No entanto, em 2013, o time equatoriano e o brasileiro se desentenderam por conta da transferência de Hernán Barcos ao Grêmio.

A LDU, que tinha 30% dos direitos federativos do jogador, reclamou na época não ter sido consultada sobre o negócio e ameaçou acionar a Fifa contra o Palmeiras, o que caracterizaria que a equipe brasileira não cumpriu o acordo de parceria de direitos econômicos.

O clube foi considerado responsável por fechar um contrato em que havia uma outra parte envolvida, LDU, influenciando a independência do clube com relação aos seus contratados e assuntos de transferências.

Por outro lado, todas as acusações contra a LDU foram desconsideradas, segundo a Fifa, porque "o Palmeiras não teve qualquer habilidade para influenciar a independência da LDU Quito em questões de emprego e transferência".

O artigo 18bis citado pela Fifa para a aplicação de multa ao Palmeiras diz respeito à influência de terceira parte nos clubes. "Nenhum clube deve fechar um contrato que permita que os clubes contrários / vice-versa, ou qualquer terceiro, adquiram a capacidade de influenciar no emprego e na transferência".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber