Esportes

Santos bate Atlético-MG e sobe na tabela do Brasileirão

Da Redação ·
 O atacante Neymar comemora depois de marcar de pênalti o primeiro gol contra o Atlético-MG
fonte: Ricardo Saibun/Gazeta Press
O atacante Neymar comemora depois de marcar de pênalti o primeiro gol contra o Atlético-MG

O Santos fez a sua parte neste domingo. Em casa, na Vila Belmiro, a equipe santista venceu o Atlético-MG por 2 a 0 e subiu na classificação do Campeonato Brasileiro. Após 15 rodadas, o time de Dorival Júnior foi a 21 pontos e ficou a três do G-4.

continua após publicidade

Assim, o Santos reforça a boa fase na temporada, na qual já conquistou dois títulos - Campeonato Paulista e Copa do Brasil - e comemora com vitória a permanência de Neymar. O atacante, por sinal, fez o primeiro gol da movimentada partida, já no segundo tempo. Também na etapa complementar, Danilo fechou o placar.

continua após publicidade

Por outro lado, a situação segue péssima para o Atlético, que estaciona nos 13 pontos e na zona de rebaixamento, ocupando a antepenúltima posição. Na próxima quinta-feira, a equipe encara o Flamengo. O jogo é novamente fora de casa para o time atleticano, que só conquistou um ponto longe de Minas Gerais.

continua após publicidade

SUSTOS - Com chances para os dois lados, o placar poderia ter saído do zero logo no começo. O Santos obrigou o goleiro Aranha - Fábio Costa não pôde jogar por restrição contratual - a uma grande defesa quando Zezinho conseguiu boa cabeçada, aos dez minutos. A defesa afastou o rebote antes da chegada de Neymar. Depois disso, todas as jogadas santistas de ataque foram em chutes de longe para fora.

Já o Atlético fez o torcedor santista prender a respiração em três momentos: num chute forte de Diego Tardelli, de fora, quando o atacante lançou Neto Berola, que invadiu a área sozinho e chutou na corrida, mas Rafael fez uma bela defesa, e quando o próprio goleiro santista deu um drible no atacante e quase se enrolou, mas no fim se saiu bem.

continua após publicidade

O principal problema do time da casa foi a dificuldade com o jogo rápido imposto pelos atleticanos. E, como consequência, começou a tomar cartões amarelos por faltas duras, típicas de quem quer parar o jogo. Até Paulo Henrique Ganso, reconhecidamente calmo, chutou a bola com raiva numa placa de publicidade e foi advertido.

continua após publicidade

ATAQUE - Com a intenção de fazer prevalecer o mando de campo, Dorival Júnior promoveu a estreia de Keirrison, colocando o atacante no intervalo. O time conseguiu aumentar sua produtividade no ataque e segurar melhor o AtléticO, mas não criava jogadas efetivas.

continua após publicidade

O gol teve origem em um lance duvidoso: Zezinho cruzou da esquerda, a bola bateu no braço de Lima e o árbitro Héber Roberto Lopes marcou pênalti. A dúvida no lance foi sobre a intenção do atleticano, já que seu braço direito estava junto ao corpo. O argumento a favor do juiz é que Lima impediu a sequência da jogada.

Na cobrança, Neymar bateu forte, no canto direito de Aranha, aos 12 minutos. O goleiro atleticano ainda acertou o canto, mas não alcançou a bola. Desta vez, o atacante santista preferiu ser mais cauteloso e não utilizou a cavadinha nem a paradinha - o estado ruim do gramado da Vila nas áreas próximas aos gols também não contribuiria.

continua após publicidade

Nos dez minutos seguintes, o Atlético conseguiu voltar a atacar e teve três ótimas chances em sequência: a primeira com Tardelli, quase ajeitando para Ricardinho chutar de fora, uma bicicleta de Diego Souza e uma cabeçada forte de Lima, em que o goleiro Rafael fez ótima defesa, esta já aos 27 minutos da etapa complementar.

continua após publicidade

CONTRA-ATAQUE - Se sofreu a pressão do Atlético, o Santos passou a explorar a velocidade no contra-ataque. Foi assim que, aos 34 minutos, Danilo foi lançado por Neymar e, sozinho pela esquerda, chutou na saída de Aranha - que falhou ao deixar a bola passar por baixo de sua mão -, fazendo 2 a 0.

continua após publicidade

O Santos agora se prepara para a próxima partida pelo Brasileirão, contra outro time que faz campanha ruim. Na quarta-feira, a equipe santista vai ao Olímpico, em Porto Alegre, encarar o Grêmio.

Ficha técnica:

continua após publicidade

Santos 2 x 0 Atlético-MG

continua após publicidade

Santos - Rafael; Pará, Bruno Aguiar, Durval e Léo; Arouca, Danilo, Zezinho (Roberto Brum) e Paulo Henrique Ganso; Neymar (Madson) e Marcel (Keirrison). Técnico: Dorival Júnior.

continua após publicidade

Atlético-MG - Aranha; Diego Macedo, Werley (Rafael Cruz), Réver e Lima; Rafael Jataí, Serginho (Méndez), Ricardinho e Diego Souza; Neto Berola (Obina) e Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Gols - Neymar (pênalti), aos 12, e Danilo, aos 34 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Bruno Aguiar, Danilo, Paulo Henrique Ganso e Durval (Santos); Serginho, Méndez, Diego Tardelli e Rafael Jataí (Atlético-MG).

Árbitro - Heber Roberto Lopes (Fifa-PR).

Renda - R$ 263.875,00.

Público - 10.220 pagantes.

Local - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).