Mais lidas
Esportes

Corinthians bate Batatais e conquista Copa SP pela 10ª vez

.

DIEGO SALGADO

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Corinthians mostrou mais uma vez na tarde desta quarta-feira (25) a força e a tradição do clube na Copa São Paulo de Futebol Júnior. No Pacaembu, o time alvinegro venceu o Batatais na final da competição por 2 a 1 e, dessa forma, conquistou o décimo título da Copinha.

Os gols da decisão foram todos anotados no final do jogo: Carlinhos e Marquinhos pelo time alvinegro, enquanto Douglas Pote descontou para os visitantes.

Com a vitória, o Corinthians fechou de forma perfeita a campanha no torneio, com nove triunfos e 100% de aproveitamento. O título fez o clube se isolar ainda mais como o maior vencedor da Copinha: agora são dez conquistas, contra cinco do Fluminense.

LA DÉCIMA?

A brincadeira em alusão ao décimo título do Real Madrid da Liga dos Campeões ganhou força nas redes sociais nos últimos dias. O título foi o décimo do Corinthians na Copa São Paulo de Futebol Júnior, fazendo com que o clube paulista se torne cada vez mais soberano nesta competição.

PRIMEIRO TEMPO

Primeiro chute aos 12min, com Pedrinho, de fora da área. A primeira chance real da partida, no entanto, foi do Batatais, aos 24. Após jogada pela esquerda, Thales concluiu com liberdade, na frente de Filipe - a bola passou por cima do travessão.

Aos 37min, Fabrício Oya, do Corinthians, teve mais uma oportunidade, mas mandou nas mãos do goleiro Gérson depois de arremate da entrada da área. Em seguida, Carlinhos e Marquinhos desperdiçaram chances claras dentro da área. A melhor chance, no entanto, saiu da cabeça de Thiago, aos 42min. Após cobrança de escanteio, o zagueiro carimbou o travessão do Batatais.

ETAPA FINAL

No segundo tempo, o Corinthians voltou já pressionando o Batatais desde os primeiros minutos. Pedrinho, aos 6min, parou no goleiro Gérson. Nos lances de ataque seguintes, o time alvinegro encontrou dificuldades para entrar na área do adversário.

Restou, então, os chutes de longe. Em um deles, Pedrinho quase abriu o placar em cobrança de falta aos 28 minutos. A bola passou rente à trave direita do gol do Batatais. Quatro minutos depois, Guedes perdeu a melhor chance corintiana ao chutar por cima frente a frente com o Gérson.

O Corinthians saiu do sufoco aos 42 minutos, depois de o jogo ficar quatro minutos paralisado devido aos sinalizadores na arquibancada. Marquinhos cruzou na cabeça de Carlinhos, que só tocou para fazer 1 a 0. Dois minutos depois, o ponta marcou o dele, na saída do goleiro. O Batatais ainda descontou com Douglas Pote, mas já era tarde.

PEDRINHO

O maior destaque do Corinthians na competição, o meia Pedrinho, marcou cinco gols na campanha e deu sete assistências na campanha do título corintiano. O jogador de 18 anos fez gols decisivos: ele foi às redes nas oitavas, contra o Inter, e nas quartas, diante do Flamengo.

HEGEMONIA CORINTIANA

O Corinthians voltou a abrir vantagem sobre o Fluminense como o maior vencedor da Copinha. A diferença agora é de cinco títulos. O clube paulista estava atrás do time carioca até 2004 -naquele ano, a conquista corintiana sobre o São Paulo deixou tudo igual.

Nos anos seguintes, o Corinthians superou o Fluminense. O time paulista venceu as edições de 2005 (contra o Nacional-SP), 2009 (diante do Atlético-PR), 2012 (contra o próprio Fluminense), 2015 (Botafogo-SP) e 2017 (Batatais).

O Fluminense, por sua vez, não levanta a taça da Copinha desde 1989. Os outros títulos corintianos foram conquistados em 1969 (Nacional-SP), 1970 (Palmeiras), 1995 (Ponte Preta) e 1999 (Vasco).

JÁ NO TIME PRINCIPAL

Dois atletas do Corinthians já treinam na equipe de cima: o volante Mantuan e o atacante Carlinhos. A expectativa agora é que outros atletas do time de Osmar Loss tenham chance no profissional. O goleiro Filipe, o zagueiro Del'Amore e o meia Pedrinho, que disputaram a competição pela segunda vez seguida.

SURPRESA

O Batatais se classificou para a fase de mata-mata com três vitórias, sobre Sport, Comercial e Rio Claro. Na segunda fase, o time do interior de São Paulo derrotou a Ferroviária nos pênaltis.

Em seguida, a equipe voltou a bater o Sport. Nas oitavas e nas quartas, o goleiro Gerson brilhou em novas disputas por pênaltis, diante de Ponte Preta e Botafogo. O Batatais foi goleado na semifinal pelo Paulista (5 a 1), mas garantiu a vaga na decisão depois de o Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), da Federação Paulista de Futebol (FPF), eliminar o rival por causa do caso Brendon.

ACIMA DO PESO?

Gerson se destacou-se na campanha histórica do Batatais, com defesas importantes nas decisões por pênaltis. Depois da vitória sobre o Botafogo, nas quartas de final, o goleiro admitiu que estava "meio gordinho" e desconversou ao cravar qual era seu peso. O jogador do Batatais também dedicou o triunfo à irmã, que morreu em um acidente de carro em 2015.

DESPEDIDA

O técnico Osmar Loss se despediu do comando do Corinthians sub-20. Com ele no comando, o time corintiano sempre chegou pelo menos à final do torneio, com dois títulos conquistados (sobre o Botafogo, em 2015, e o Batatais, em 2017).

A equipe acabou derrotada pelo Santos, em 2014, e pelo Flamengo, nos pênaltis, em 2016. Em 33 jogos, foram 30 vitórias, dois empates e apenas uma derrota. O ex-lateral direito Coelho assumirá seu lugar. Loss fará parte da comissão técnica de Fábio Carille.

BATATAIS

Gerson: Wislem Júnior, José Neto, Léo Alves (Cadu) e Igor Tostes; Everton Casimiro, Yuri e Murilo; Douglas Pote, João Leoncini e Thales (Victor Rafael). Técnico: Paulo Lippi

CORINTHIANS

Filipe, Samuel (Guedes); Thiago, Del'Amore e Luisinho (Lucas Minele); Renan Areias, Mantuan, Pedrinho (Vitinho), Fabrício Oya (Matheus) e Marquinhos (Lucas Amorim); Carlinhos. Técnico: Osmar Loss

Gols: Carlinhos (C), aos 39min, Marquinhos (C), aos 42min, e Douglas Pote (B), aos 44min do 2º tempo.

Juiz: Cleber Luis Paulino (SP)

Cartões amarelos: Léo Alves e Igor Tostes (B)

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)

Público total: 36.010

Renda: R$ 851.221

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber