Mais lidas
Esportes

Inter prepara novo orçamento para 2017 com redução de despesas

.

JEREMIAS WERNEK

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Internacional terá um novo orçamento para 2017. A diretoria, que assumiu após a virada do ano, trabalha para montar uma peça diferente da entregue pelos antigos dirigentes. No documento apresentado em dezembro, a arrecadação bruta prevista era de R$ 332 milhões. Agora, o time gaúcho ajusta detalhes com receitas menores e despesas também reduzidas.

O novo orçamento é um dos pontos que o Inter tem trabalhado internamente. Além de revisão em todas as contas do clube entre 2015 e 2016.

Em dezembro, a gestão Vitorio Piffero apresentou peça orçamentária prevendo R$ 332.092,000 de arrecadação bruta. Com as deduções, a receita seria de R$ 280.252,000.

Um dos pontos que será modificado diz respeito à venda de atletas. No orçamento datado de nove de novembro, apresentado no mês seguinte, o Inter prevê arrecadação de R$ 60 milhões com a negociação de direitos econômicos de seus atletas. O valor será reajustado.

O novo documento também vai diminuiu o valor previsto para o futebol. Na peça da antiga gestão, eram R$ 171.106,00 no departamento de futebol ao longo de 2017. O valor engloba direitos de imagem, despesas com pessoal e benefícios, empréstimo de atletas, amortização de atletas, logística, serviços de terceiros, serviços de apoio, material de consumo, gratificação de atletas e obrigações legais.

A ideia é reduzir a quantia de acordo com receitas menores e dívidas que segue nos cofres no clube.

"Os patrocinadores continuam sendo os mesmos. Nesse aspecto não há redução. Nós temos dificuldades e tomamos cuidado para não expor isso no momento. Seria leviano participarmos de uma eleição sem saber a situação. Ela será atualizada, informada primeiro ao conselho deliberativo e depois a toda comunidade colorada", disse Marcelo Medeiros, presidente do Inter que assumiu em janeiro.

O orçamento entregue aos conselheiros já previa modificações. De acordo com o estatuto do clube, a diretoria tem até março para refazer as contas e apresentar números para a temporada vigente. A peça inicial foi produzida antes do rebaixamento, consumado em 11 de dezembro.

Com a queda para Série B, o Internacional planeja modificar principalmente os gastos. As despesas serão reduzidas não só no departamento de futebol, mas em todo o quadro de funcionários e serviços.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber