Esportes

Um ano depois, Semenya volta a Berlim e vence 800m

Da Redação ·

No mesmo dia em que viu o queniano David Lekuta Rudisha quebrar o recorde mundial dos 800 metros, o Meeting de Atletismo de Berlim também foi palco de outro momento histórico neste domingo. Um ano após ter sua sexualidade questionada durante o Campeonato Mundial, disputado no mesmo lugar, a sul-africana Caster Semenya voltou ao estádio Olímpico e venceu a prova feminina da distância.

continua após publicidade

Com tranquilidade, Semenya ganhou os 800 metros com o tempo de 1min59s90, o melhor que obteve desde seu retorno às pistas, que aconteceu em julho, no Meeting de Lappeenranta, na Finlândia. A marca, no entanto, ainda está longe de seu recorde pessoal, que é de 1min55s45.

continua após publicidade

Semenya ficou 11 meses afastada das competições oficiais por ter sua sexualidade questionada após ter vencido os 800 metros no Mundial de 2009. Ela teve de se submeter a testes que confirmaram seu gênero feminino.