Esportes

Adilson faz mistério e Dentinho é vetado do clássico

Da Redação ·

O técnico Adilson Batista preferiu não confirmar, nesta sexta-feira (20), em entrevista coletiva no Parque São Jorge, o time do Corinthians que irá a campo no clássico deste domingo (22), contra o São Paulo, no Pacaembu, pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O certo, porém, é que ele mais uma vez não poderá contar com Dentinho, que, lesionado, nem foi relacionado para o confronto.

continua após publicidade

- Nós trabalhamos ontem [quinta] e hoje [sexta]. Ficamos fazendo trabalho em cima daquilo que a gente já observou do São Paulo e alguma coisa pode mudar. Sai um, muda o esquema. Espero que os jogadores consigam executar e a gente seja mais objetivo.

continua após publicidade

Sem poder contar com Dentinho, porém, a tendência é que Adilson mantenha a mesma escalação que enfrentou o Avaí, com Jorge Henrique e Iarley no ataque. Ronaldo, ainda recuperando a forma física, também voltará a desfalcar o time, enquanto o zagueiro Thiago Heleno, reforço apresentado nesta sexta, deverá ter chances de entrar no time titular a partir da próxima semana.

continua após publicidade

Mas, independentemente do time que entrar em campo, Adilson refutou um possível favoritismo corintiano no clássico e minimizou a importância de o Corinthians não perder do São Paulo desde 2007 - são nove jogos de invencibilidade. Ele lembrou que o time do Morumbi também estará motivado com o fato de ter um novo comandante no banco, o interino Sérgio Baresi, que precisa de uma vitória para ganhar força no cargo e aumentar suas chances de seguir no cargo.

- Nós vivenciamos o jogo, o cotidiano, procuramos melhorar, e às vezes a vitória esconde muita coisa. Na derrota contra o Avaí, o time jogou bem. É importante ter um retrospecto, o adversário te respeita, mas também quer quebrar o tabu. Existe também a motivação de um novo comandante no São Paulo, mas temos um grupo confiante.

continua após publicidade

Adilson ainda lembrou que o Corinthians precisa saber aproveitar o fato de jogar como mandante, fato que garantirá uma presença maior de seus torcedores no Pacaembu.

- É sempre importante. Ainda mais em um clássico contra o São Paulo, em que a rivalidade aumentou nos últimos anos. O torcedor tem sido muito importante, como é a tradição no Corinthians. Ele passa uma confiança muito grande, principalmente nos momentos de dificuldade, ele empurra ainda mais o time.