Esportes

Thiago Pereira e Fabíola Molina conquistam o bronze

Da Redação ·

O brasileiro Thiago Pereira confirmou sua expectativa, nesta quinta-feira, e faturou a medalha de bronze na prova dos 400 metros medley do Pan-Pacífico, disputado em Irvine (Estados Unidos) e considerado o campeonato mais importante da temporada. Com o tempo de 4min12s09, o nadador de Volta Redonda (RJ), recordista sul-americano, ficou atrás dos norte-americanos Ryan Lochte e Tyler Clary, que fizeram as marcas de 4min07s59 (novo recorde da competição) e 4min09s55, respectivamente.

continua após publicidade

Thiago ficou satisfeito com sua performance na prova. "Esse tempo já vinha fazendo há algum tempo. Fiz 4min11s em 2007, ainda com calça ou macacão, e agora esse 4min12s com bermudinha é ótimo", comentou o brasileiro, que admitiu não ter forçado muito nos últimos metros. "Tentei chegar perto, mas nos últimos metros vi que os dois (norte-americanos) estavam mais na frente e aí só fechei a prova".

continua após publicidade

Nesta prova, o norte-americano Michael Phelps, campeão olímpico e recordista mundial, não participou da final por causa do regulamento. Nas eliminatórias, Phelps ficou com o quarto melhor tempo, mas apenas dois representantes de cada país podem disputar a decisão e os norte-americanos classificados foram Lochte e Clary.

continua após publicidade

Pouco tempo depois, Fabíola Molina também conquistou a medalha de bronze. Na prova dos 50 metros costas, a brasileira fez o tempo de 28s44 e empatou na terceira colocação com outras duas competidoras - a neozelandesa Emily Thomas e a norte-americana Rachel Bootsma. A vencedora foi a australiana Sophie Edington (27s83) e a prata ficou com a japonesa Aya Terakawa (28s04).

"Estou super feliz, agradecida. Chegar numa competição, com 35 anos, é muito bom. A gente sabe da dificuldade, de estar entre as melhores. Há quatro anos, não estava nem na final. Mas hoje (quinta) encarei como um novo dia e de manhã (nas eliminatórias) já foi legal", comentou Fabíola. "Tem que ter muita motivação. No Brasil não tem apoio e, por isso, minha motivação é ser sempre a melhor".

continua após publicidade

Com as duas medalhas, o Brasil já chega a cinco no Pan-Pacífico. São duas com Cesar Cielo - ouro nos 100 metros borboleta e bronze nos 100 metros livre -, uma prata com Nicholas dos Santos, também nos 100 metros borboleta, e os bronzes de Thiago Pereira e Fabíola Molina.