Esportes

Roth se emociona com seu 1.º grande título na carreira

Da Redação ·

O técnico Celso Roth não escondeu a grande emoção ao conquistar, nesta quarta-feira, o título da Copa Libertadores da América, o seu primeiro de maior importância na carreira. Isso apesar do susto ter ter saído atrás no placar contra o Chivas Guadalajara. "O filme de Guadalajara passou na cabeça. Lá também nós tomamos 1 a 0 e fomos buscar", disse o treinador, após a vitória por 3 a 2, no Beira-Rio.

continua após publicidade

"Esse título chega num momento de merecimento importante. Sempre fiz bons trabalhos, mas por um motivo ou outro acabei passando um tempo muito grande sem ganhar títulos", emocionou-se Roth, campeão gaúcho pelo Internacional, em 1997, e pelo Grêmio, em 1999. "Só tenho de agradecer ao Internacional. Aqui tive a primeira oportunidade de treinar uma equipe grande, em 1997, e também agora por esse clube conquisto meu maior título".

continua após publicidade

Celso Roth, de 52 anos, agora faz parte do panteão de grandes treinadores do Internacional. Conquistou um título até mais importante que os de Ênio Andrade (campeão brasileiro em 1979) e Rubens Minelli (dois títulos brasileiros, em 1975 e 1976) e já iguala-se a Abel Braga, campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes, em 2006, em troféus continentais.

"É uma honra muito grande conquistar este título pelo Internacional. Nunca me senti mal recebido aqui, muito pelo contrário", comentou, eufórico, o treinador. "Agora o carinho vai ficar para sempre. Esse título ninguém poderá apagar da minha história com o Colorado".