Esportes

Chivas reclama de falta de respeito na execução do hino do México

Da Redação ·
 No final da partida, brasileiros e mexicanos trocaram chutes e tapas. Clima começou a esquentar antes mesmo da bola rolar no Beira-Rio
fonte: Sebastiao Moreira/EFE
No final da partida, brasileiros e mexicanos trocaram chutes e tapas. Clima começou a esquentar antes mesmo da bola rolar no Beira-Rio

Antes mesmo de começar a final entre Inter e Chivas, na noite da quarta-feira (18), os ânimos se elevaram quando o mexicano Bautista ignorou a execução do hino do Brasil e começou a se aquecer em campo enquanto os demais jogadores estavam perfilados.

continua após publicidade

O camisa 7 mexicano foi muito vaiado durante toda a partida, vencida pelo Internacional por 3 a 2, pelos torcedores Colorados.

continua após publicidade

Após a partida, o atacante do Chivas explicou sua atitude e colocou a culpa na organização da final da Libertadores, que teria interrumpido a execução do hino mexicano de forma “abrupta”.

continua após publicidade

- Não nos respeitaram desde o início, e nós só respeitamos quem nos respeita. Insultaram nossa gente.

Briga

continua após publicidade

Assim que o árbitro apitou o final da partida no Beira-Rio teve início uma briga em que vários jogadores de Inter e Chivas trocaram chutes e socos. A confusão começou porque um torcedor do Colorado invadiu o gramado e xingou alguns jogadores do time de Guadalajara. A Brigada Militar do Rio Grande do Sul precisou entrar no gramado para apartar a briga.