Esportes

Palmeiras vence Atlético-PR e quebra jejum de Felipão

Da Redação ·
O chacoalhão de Luiz Felipe Scolari surtiu efeito. Depois de cobrar comprometimento dos jogadores, Felipão conseguiu enfim sua primeira vitória no comando do Palmeiras
fonte: espn.com.br
O chacoalhão de Luiz Felipe Scolari surtiu efeito. Depois de cobrar comprometimento dos jogadores, Felipão conseguiu enfim sua primeira vitória no comando do Palmeiras

O chacoalhão de Luiz Felipe Scolari surtiu efeito. Depois de cobrar comprometimento dos jogadores, Felipão conseguiu enfim sua primeira vitória no comando do Palmeiras ao bater o Atlético Paranaense por 2 a 0, neste sábado, no Pacaembu, pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

continua após publicidade

Com o resultado, o time chegou aos 19 pontos e subiu para a nona colocação - sob o comando do novo treinador, o Palmeiras tem uma vitória, duas derrotas e quatro empates. O adversário, por sua vez, estacionou nos 14 pontos e ocupa a 15.ª posição.

continua após publicidade

Irritado com os erros palmeirenses nas últimas partidas, Felipão iniciou o jogo com algumas mudanças. Sacou Vitor e Pierre, deslocando Marcio Araújo para a ala direita e escalando Tinga na armação. Ewerthon também foi barrado no ataque. Fabrício, por sua vez, ganhou uma chance e a equipe iniciou no 3-5-2.

continua após publicidade

Suspenso após um episódio de racismo, Danilo decidiu dar a volta por cima contra o mesmo Atlético Paranaense. Logo com dois minutos de partida, o zagueiro aproveitou cruzamento de Tinga para escorar de cabeça, coroando sua centésima partida com a camisa alviverde.

Já os paranaenses só conseguiram chegar depois da entrada, ainda na primeira etapa, do meia-atacante Branquinho. Vice-campeão com o Santo André, ele tirou o Atlético da retranca e passou a assustar o goleiro Marcos com chutes de longe. Pouco, no entanto, e o primeiro tempo se encerrou coma vitória do Palmeiras por 1 a 0.

continua após publicidade

Os times voltaram ainda mais tímidos do intervalo, embora nervosos. Tadeu foi expulso aos dois minutos após acertar o adversário com o braço. Até Felipão também foi convidado em seguida a se retirar pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio (DF).

continua após publicidade

Sobrou então novamente para o recém-contratado Tinga, observado do estádio pelo técnico da seleção brasileira Mano Menezes, dar o toque de classe. Depois do passe para o primeiro gol, ele também deixou Ewerthon na cara do gol. O atacante, que havia acabado de entrar, não perdoou e anotou o segundo.

continua após publicidade

A partir daí, bastou o Palmeiras tocar a bola no campo de ataque. Abatido, o time do técnico Paulo César Carpegiani não tinha forças para reagir. Foi a primeira vitória de Felipão, ainda que ele tenha acompanhado os minutos finais do vestiário.

Ficha Técnica:

continua após publicidade

Palmeiras 2 x 0 Atlético Paranaense

continua após publicidade

Palmeiras - Marcos; Maurício Ramos, Danilo e Fabrício; Márcio Araújo, Edinho, Marcos Assunção, Tinga e Rivaldo; Tadeu e Luan (Éwethon). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

continua após publicidade

Atlético Paranaense - Neto; Leandro, Gustavo Lazarotti, Rhodolfo e Bruno Costa (Branquinho); David (Mithyuê), Chico, Paulo Baier e Paulinho; Guerron (Maikon Leite) e Bruno Mineiro. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Gols - Danilo, aos 2 minutos do primeiro tempo; Ewerthon, aos 31 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Wilton Pereira Sampaio (DF).

Cartões amarelos - Tadeu, Maurício Ramos, Tinga, Paulo Baier, Leandro, Maikon Leite e Mithyuê.

Cartão vermelho - Tadeu.

Renda - R$ 358.520,00.

Público - 10.674 pagantes.

Local - Pacaembu, em São Paulo (SP).