Esportes

Itália está desfalcada de três titulares no Grand Prix de Vôlei

Da Redação ·
 Musa do vôlei mundial, Francesca Piccinini está de volta à seleção italiana, que neste fim de semana joga em São Carlos pelo Grand Prix
fonte: Donald Miralle/Getty Images
Musa do vôlei mundial, Francesca Piccinini está de volta à seleção italiana, que neste fim de semana joga em São Carlos pelo Grand Prix

Recuperando-se de contusões, a central Gioli, a líbero Cardullo e a levantadora Lo Bianco, da seleção da Itália, não vieram para a abertura do grupo do Grand Prix de Vôlei que ainda tem Brasil, Japão e Taiwan, com jogos neste fim de semana, em São Carlos-SP. Em compensação, o público terá em quadra uma das musas do vôlei internacional: Francesca Piccinini, que, aos 31 anos, volta à equipe.

continua após publicidade

As italianas estreiam contra o Japão nesta sexta-feira (6), às 13h, depois de Brasil e Taiwan, que jogam às 9h20.
Essas campeãs europeias derrotaram as brasileiras em novembro passado, na Copa dos Campeões, no Japão. Mas ainda não foram campeãs de um GP, enquanto a seleção do técnico José Roberto Guimarães já busca seu nono título em 18 edições disputadas.

continua após publicidade

Pela Itália, o técnico Massimo Barbolini explica que a opção de não trazer três de suas estrelas faz parte da estratégia de trabalho para o Mundial do Japão, de 29 de outubro a 14 de novembro.

continua após publicidade

- Vamos usar o GP como preparação. Teremos um primeiro fim de semana bem disputado, mas as três titulares só jogarão na segunda semana [para as italianas, a rodada será em Bancoc, Tailândia].

Para o técnico italiano, a ausência das mais experientes será um teste para as mais jovens.

continua após publicidade

- Esta será uma oportunidade importante para algumas delas, para mostrar que não são mais apenas promessas. Barbolini disse que em 2009 um segundo time foi treinando por um longo período.

continua após publicidade

- Neste Grand Prix, teremos a chance de mostrar que isso deu certo. Existe uma expectativa enorme em cima dessa equipe. Esperamos não decepcionar.

continua após publicidade

Na semana passada, as italianas foram derrotadas em casa pelas japonesas, pela Copa Piemonte, em Turim.

- Estamos tentando chegar à nossa melhor condição para o que teremos pela frente. Sobre o Japão, posso dizer que tem um sistema defensive eficiente e muita velocidade de ataque. Todos sempre precisamos ser muito pacientes contra as japonesas.

A partida com o Brasil, em São Carlos, será no domingo (8), às 9h30. Para o treinador italiano, jogar contra a equipe comandada por José Roberto Guimarães no Brasil é um grande aprendizado.

- Sempre que enfrentamos as brasileiras aprendemos algo novo e melhoramos o nosso nível de jogo.