Esportes

'O sofrimento pode ajudar a nos fortalecer', diz Marcelo Oliveira

.

GUILHERME SETO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O técnico Marcelo Oliveira foi um dos mais aliviados com a vitória do Palmeiras por 2 a 0 sobre o Rosario Central, nesta quinta-feira (3). Pressionado pelos maus resultados neste início de temporada, ele comemorou o bom desempenho da equipe no primeiro tempo, mas lamentou o "sofrimento" da segunda etapa.
"Foram dois tempos bem distintos. No primeiro, o time foi bem regular, marcando bem, bem distribuído, tivemos oportunidades dos dois lados de campo, fizemos o gol. Um jogo que mesmo assim estava muito difícil. Depois, tivemos problemas na marcação, no meio-campo, no lado do Robinho e do Lucas", analisou.
"Não havia orientação para ficar atrás. Foi uma combinação de um time que ainda não está totalmente maduro; e a proteção do resultado, pois nós falamos muito de preservar o resultado, sair com a vitória, sermos eficientes, combativos, mesmo que não estivéssemos jogando bem. Não acertávamos o contra-ataque. Nos oito meses que estou aqui, temos um ambiente muito bom de trabalho, um grupo no geral muito unido. O sofrimento pode ajudar a nos fortalecer", continuou o treinador.
"Foi um sofrimento desnecessário. Eles estavam adiantados, ofereciam espaço atrás. Não acertávamos o contra-ataque", disse.
Expulso de campo pelo técnico Enrique Cáceres, ele disse que não entendeu exatamente o ocorrido.
"Nem eu entendi a expulsão. Era uma substituição, o Thiago Santos estava fora, o Arouca ia entrar, eu estava sinalizando para o árbitro, pois estávamos com dez jogadores em campo, e acho que ele [Coudet, técnico do Rosario] entendeu que era com ele e veio falar comigo. No final, ainda fui cumprimentá-lo e ele não quis e disse que tem o jogo de volta, na Argentina", concluiu, reprovando a postura do treinador adversário.
Com o resultado, o time paulista assumiu a liderança do grupo 2, com 4 pontos, à frente de River Plate (URU) e Nacional (URU), este que será adversário do Palmeiras na próxima quarta (9), no Allianz Parque. Neste domingo (6), o time recebe o Capivariano, em seu estádio, pelo Paulista.