Esportes

Corinthians vence em casa e lidera grupo na Libertadores

.

CAMILA MATTOSO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois dos finais de jogos dramáticos das últimas semanas, o Corinthians não deixou o torcedor se desesperar. Recém-chegado, Guilherme acabou com a angústia dos alvinegros aos 19 minutos do segundo tempo, de cabeça, marcando o único gol da partida contra o Santa Fe (COL).
A vitória marcou a estreia em casa do time de Tite na Libertadores, pela segunda rodada.
Dos últimos 14 gols marcados nesta temporada, antes desse, seis aconteceram nos últimos dez minutos: cinco deles interferiram diretamente no resultado do confronto, o que virou a sina da equipe do Parque São Jorge.
O sofrimento, porém, não foi totalmente eliminado. Se marcou mais cedo desta vez, os paulistas viram os colombianos se esforçarem para reagir. Sem baixar a cabeça, os visitantes continuaram buscando e oferecendo perigo, parados por Cássio.
Os dois times se portaram praticamente da mesma forma dentro de campo, na maior parte do tempo: tentando manter a posse de bola, trocar passes até que se abrissem oportunidades mais perto da área, ao mesmo tempo aproveitando desarmes para contra ataques.
Antes do intervalo, os donos da casa fizeram melhor o que se propuseram: ficaram com 54% de posse de bola, contra 46%.
Ambos tiveram chances, no primeiro e no segundo tempo. A mais clara, além do gol, foi em um lance de Giovanni Augusto, após erro dos beques dos rivais, ainda na etapa inicial. O meia, porém, falhou na finalização.
No segundo, após sair o gol de Guilherme, o Santa Fe chegou muitas vezes, causando sufoco para a defesa alvinegra. Os comandados de Gerardo Pelusso adiantaram a marcação e passaram a pressionar de vez, chegando a roubar bolas bem perto da área, causando desconforto na zaga.
De um lado, Tite começou a fazer mudanças. Tirou Guilherme para colocar Willians e André para pôr Danilo. Do outro, o treinador do Santa Fe ousou e colocou mais um atacante em campo, para tentar piorar a vida dos mandantes e, enfim, achar o empate.
O técnico brasileiro até tentou recompor seu ataque. Chamou Luciano, mas Bruno Henrique pediu pra sair, sendo substituído por Edilson, fechando o setor defensivo.
Os colombianos não conseguiram empatar. Pararam em Cássio e nas falhas de finalização.
Com o resultado, o Corinthians segue sendo o único 100% do Grupo 8 da Libertadores, agora com seis pontos, líder da chave. O segundo colocado é o Cerro Porteño (PAR), com quatro pontos.
Os 11 escolhidos pelo gaúcho nesta quarta devem se firmar de vez como titulares. A única posição que deve ser mudada é uma do meio de campo. Quando se recuperar, Elias deve retomar seu posto no lugar de Rodriguinho.
Além dos três pontos no torneio sul-americano, o time alvinegro manteve invencibilidade de mais de seis meses em seu estádio.
A última vez que o Corinthians perdeu em Itaquera foi no dia 26 de agosto de 2015, contra o Santos, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Desde então, em 14 partidas até aqui, foram 12 vitórias e apenas dois empates.
CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique (Edílson), Giovanni Augusto, Rodriguinho, Guilherme (Willians) e Lucca; André (Danilo)
T.: Tite
SANTA FE
Zapata; Otálvaro (Soto), Mina, Tesillo e Balanta; Perlaza, Gordillo, Roa (Rivas), Gómez (Otero) e Seijas; Ibarguen
T.: Gerardo Pelusso
Estádio: Arena Corinthians
Árbitro: Mauro Vigliano (Argentina)
Gol: Guilherme, aos 19min do 2º tempo
Cartões amarelos: Fagner (C) e Gordillo (S)
Público: 39.246 presentes / 38.818 pagantes
Renda: R$ 2.438.460,00