Esportes

Presidente da Gaviões da Fiel é espancado em São Paulo

.

CAMILA MATTOSO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de uma reunião com o promotor Paulo Castilho no Fórum Criminal da Barra Funda, torcedores organizados entraram em confronto em um supermercado na zona oeste de São Paulo.
A briga deixou dois feridos, ambos integrantes da Gaviões da Fiel, principal organizada do Corinthians.
Um deles é o presidente Rodrigo de Azevedo Lopes Fonseca, o Diguinho. O outro, Cristiano de Morais Souza, o Cris, é primeiro-secretário da organizada
A Polícia Militar confirmou que houve um confronto, mas diz que não foi registrado boletim de ocorrência. A maior suspeita da PM é de que se tratou de uma emboscada. Não se sabe, porém, quem seriam os autores.
Após o conflito, os dois torcedores feridos foram encaminhados a um hospital.
Funcionários do supermercado ouvidos pela reportagem confirmaram o confronto e relataram que barras de ferro foram usadas na briga.
"Eles [Diguinho e Cris] estavam entrando no estacionamento quando um carro parou na porta. Três pessoas desceram e começaram a espancar os dois. Tinham pedaços de pau e barras de ferro", afirmou uma funcionária de uma loja que fica no local.
"Os que bateram não estavam uniformizados. Estavam de roupa normal. Eram três. Os dois do Corinthians ficaram sangrando e a gente chamou a ambulância. Um estava com a boca machucada, acho que quebrou vários dentes. O outro estava com os braços bem feridos, com uma fratura exposta", relatou outra funcionária, que pediu anonimato.
O pronto-socorro Santa Isabel, no bairro Santa Cecília (região central de São Paulo), informou que Cris foi atendido no local às 13h20, mas não confirmou atendimento a Diguinho.
Outros integrantes da Gaviões também confirmaram o ocorrido. Os advogados da organizada, porém, dizem desconhecer o que houve.
Procurado, o promotor Paulo Castilho não atendeu às ligações feitas pela reportagem.