Mais lidas
Esportes

Oposição do São Paulo pedirá mais tempo para analisar propostas de TV

.

ADRIANO MANEO
SÃO PAULO, Sp (FOLHAPRESS) - A oposição do São Paulo irá propor, durante reunião do Conselho deliberativo, que se instaure uma comissão para analisar as propostas de compra de direitos de transmissão de 2019 a 2024, adiando, assim, a decisão que poderia sair nesta terça (23).
A informação foi publicada no "Blog do Perrone", hospedado no UOL, do Grupo Folha e confirmada pela Folha de S.Paulo.
Globo e Turner, dona do Esporte Interativo, disputam a compra dos direitos de transmissão dos jogos do São Paulo na TV fechada.
A pauta da reunião desta terça inclui a deliberação sobre a proposta da Globo, que, segundo o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, é de R$ 1,1 bilhão por temporada, divididos entre os 20 clubes da Série A, mais R$ 60 milhões de luvas para o São Paulo O que engloba todo o pacote, com TV fechada, aberta, pay-per-view e internet. Não foram divulgados os valores apenas para TV fechada.
Depois de saber que apenas a proposta da Globo seria apresentada, a Turner enviou a proposta aos conselheiros: R$ 550 milhões, mais R$ 40 milhões de luvas apenas pela TV fechada. Haverá uma apresentação sobre essa proposta durante a reunião, mas ela não pode ser aprovada pelo Conselho.
Por esse motivo, a oposição pedirá a instauração da comissão. A Folha de S.Paulo apurou que esses conselheiros questionam o motivo de apenas Ataíde ter sido o negociador, e que faltou maior participação dos setores de marketing e finanças do clube.
O pedido será feito pelo conselheiro vitalício Eduardo Alfano que solicitará a formação de uma comissão técnica com prazo de 15 a 20 dias para elaborar um relatório que seria levado ao Conselho para aprovação.
Segundo o presidente do Conselho, Marcelo Pupo Abranches Barboza, o pedido ainda não chegou a ele.
"Não estou sabendo de nada. Se tiver algo, deve ser apresentado durante os debates de hoje [23]", disse Barboza à reportagem.
Se o pedido for aceito, a diretoria do São Paulo terá problemas, já que prometeu realizar os pagamentos de direitos de imagem atrasados aos jogadores com o dinheiro da assinatura do contrato com a Globo. A assinatura, porém, depende da aprovação do Conselho.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber