Esportes

Nuzman diz que evento-teste de natação será em novo centro aquático

.

PAULO ROBERTO CONDE
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente do Comitê Organizador dos Jogos do Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman, assegurou que o Troféu Maria Lenk de natação será realizado no novo estádio aquático, dentro do Parque Olímpico da Barra da Tijuca.
A competição, mais importante do calendário nacional e que servirá como última seletiva olímpica, também será evento-teste da Rio-2016.
Na semana passada, durante a realização do evento-teste de saltos ornamentais, o diretor-executivo da Fina (Federação Internacional de Natação), Cornel Marculescu, pôs em xeque a realização do torneio.
Segundo o dirigente, havia risco de não se finalizar a instalação a tempo do torneio. A CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) reconheceu o problema. Duas novas inspeções estão programadas para ocorrer nos dias 5 e 15 de março. Uma alternativa seria levar as disputas para o Parque Aquático Maria Lenk, também no Parque Olímpico.
Nuzman, porém, descartou qualquer mudança.
"O evento-teste vai ser feito no novo parque aquático. Está praticamente pronto, estamos enchendo a piscina. Anteontem estive lá. Não tenho a menor dúvida [de que ocorrerá lá]", afirmou o cartola em evento para empresários em São Paulo.
O Troféu Maria Lenk está marcado para ocorrer de 15 a 20 de abril.
Nuzman também afirmou que, a 164 dias do início dos Jogos Olímpicos, há muito a ser feito.
"Preocupado eu sou sempre. Entregar um evento [Olimpíada] deste tamanho precisa ser assim. Faz parte".
METRÔ
Em relação aos comentários do prefeito Eduardo Paes, de que existe possibilidade de a nova linha 4 do metrô carioca não ficar pronta a tempo da abertura, Nuzman se esquivou e disse que o assunto pertence à esfera pública.
"É uma relação direta com o governo do Estado [responsável pela obra]. Ele declarou que está dentro do cronograma e fará uma visita pública para a imprensa amanhã [nesta quarta-feira]".
A jornalistas, Paes havia sugerido a ampliação do uso de BRT (sistema de transporte por ônibus já existente no Rio] para compensar um eventual problema na entrega do metrô.