Mais lidas
Esportes

Gil pede dobro de salário para deixar Corinthians e afasta clube italiano

.

DASSLER MARQUES
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O zagueiro Gil recusou uma consulta de um grande clube italiano para deixar o Corinthians. A negociação ocorreu durante os últimos dias e, no final de semana, praticamente foi abortada por conta da pedida salarial apresentada pelo corintiano.
Com remuneração atualmente na casa de R$ 350 mil, Gil afirmou nas negociações que só levaria em conta a possibilidade de jogar novamente no exterior pelo dobro dos valores de hoje. As conversas foram intermediadas por representantes da empresa Art Sports, a mesma que representa os jovens Malcom e Guilherme Arana.
O clube italiano estaria disposto a fazer um investimento de pelo menos 6 milhões de euros (R$ 25 milhões) para abrir conversas com o Corinthians. Na avaliação dos envolvidos na negociação, essa seria a quantia mínima para dar início a uma operação. Mas, como Gil se mostra inclinado a permanecer por esses valores, a consulta não foi adiante. Nem mesmo a possibilidade de receber luvas seduziu o zagueiro da seleção brasileira.
A postura de Gil é a que Tite deixou claro esperar de seus comandados após o fim do Campeonato Brasileiro. Em entrevistas, o treinador afirmou que entendia o momento como propício para a permanência e disputa da Copa Libertadores de 2016. Mas, logo depois de entrar em férias, Jadson foi a primeira baixa para a temporada que vem. Elias e Vagner Love são alvos do futebol chinês e Felipe interessa a clubes europeus.
A venda de Gil chegou a ser vista pelo Corinthians como a mais interessante, pois 90% dos direitos econômicos dele pertencem ao clube. Em diversas consultas realizadas nos últimos dois anos, porém, o zagueiro recusou deixar o Parque São Jorge. Essa, dos últimos dias, é mais uma delas.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber